Pular para o conteúdo principal
Carlos Prates comemora a vitória no UFC Louisville. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)
Listas

Os melhores estreantes do UFC no primeiro semestre de 2024

Confira uma lista com os novatos que impressionaram no Octógono nos primeiros seis meses do ano

A primeira metade de 2024 terminou e foi marcada por algumas estreias impressionantes no UFC. Alguns dos lutadores que entraram pela primeira vez no Octógono chamaram a atenção com ótimas performances e causaram boa impressão aos fãs de MMA. Confira abaixo seis nomes para ficar de olho no futuro.

Kayla Harrison comemora a vitória no UFC 300. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Kayla Harrison comemora a vitória no UFC 300. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


É um pouco estranho chamar a bicampeã olímpica e veterana do MMA de "novata", mas Kayla Harrison fez sua tão esperada estreia no UFC em 2024. Em abril, no UFC 300, Harrison enfrentou ex-campeã mundial Holly Holm e conseguiu uma vitória dominante por nocaute técnico no 2º round. Com apenas uma luta, a judoca já é uma candidata ao título, e será interessante acompanhar o que o restante do ano reserva para ela. 

 

Vinicius Oliveira 

Vinicius Oliveira comemora a vitória no UFC Vegas 87. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Vinicius Oliveira comemora a vitória no UFC Vegas 87. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Outro lutador experiente que se apresentou aos fãs do UFC este ano foi Vinicius Oliveira. Aos 28 anos, o peso-galo conquistou seu contrato no Dana White’s Contender Series em setembro de 2023, em sua 22ª luta profissional, e causou um impacto imediato ao ganhar dois bônus por seu nocaute em Bernardo Sopaj em sua estreia, no mês de março. O gaúcho teve mais uma luta neste ano e saiu vitorioso contra Ricky Simon no UFC 303, o que já o coloca à beira do Top 15 da categoria. 

  

Felipe Lima comemora a vitória no UFC Arábia Saudita. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Felipe Lima comemora a vitória no UFC Arábia Saudita. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Outro brasileiro que entra nesta lista é Felipe Lima. Campeão peso-galo em outra organização, o lutador aceitou a oferta de lutar contra Muhammad Naimov no UFC Arábia Saudita, mesmo tendo pouco tempo de preparação. Apesar do confronto ser em uma categoria de peso acima, o manauara entregou uma performance espetacular na noite da luta, finalizando seu rival no 3º round e faturando um bônus. Caso Felipe retorne aos 61 kg, ele será uma ameaça séria em uma das categorias mais competitivas da atualidade. 

  

Jean Silva comemora a vitória no UFC 303. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Jean Silva comemora a vitória no UFC 303. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Apesar de ter falhado na pesagem no último fim de semana, Jean Silva teve um ano memorável até agora. Ele nocauteou Westin Wilson em um único round em sua estreia, no UFC Vegas 84, e depois deu a Charles Jourdain a primeiro revés por nocaute de sua carreira no UFC 303, em Las Vegas. Vindo do Dana White’s Contender Series, "Lord" possui técnica, poder de nocaute e carisma nas entrevistas – um trio de atributos que certamente o servirão no futuro. 

  

Carlos Prates comemora a vitória no UFC Louisville. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Carlos Prates comemora a vitória no UFC Louisville. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Companheiro de Jean Silva na "The Fighting Nerds", Carlos Prates não era um novato no MMA quando conquistou seu contrato na sétima temporada do Dana White’s Contender Series, tendo 22 lutas na carreira. O lutador fez sua estreia no UFC em fevereiro e mostrou o quão perigoso é na trocação, ganhando um bônus de Performance da Noite por seu nocaute sobre Trevin Giles no UFC Vegas 86. Quatro meses depois, Prates ganhou uma nova premiação nocauteando Charles Radtke no 1º round em luta realizada no UFC Louisville. Aos 30 anos e em constante evolução, o potencial para "The Nightmare" avançar rapidamente na categoria dos meio-médios é claro. 

  

Michael Page na plateia durante o UFC Londres, em 2023. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Michael Page na plateia durante o UFC Londres, em 2023. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Assim como Kayla Harrison, Michael “Venom” Page chegou ao UFC já como uma estrela estabelecida. Ele foi lançado diretamente contra dois dos mais empolgantes e perigosos lutadores do peso meio-médio, enfrentando Kevin Holland e Ian Machado Garry. Com um histórico de 1-1 nessas lutas – vencendo o norte-americano e perdendo para o irlandês – o britânico mostrou no Octógono que seu estilo de luta não convencional será um problema para qualquer um que ele enfrentar nos 77 kg, independente do resultado do confronto.