Pular para o conteúdo principal

Motivos para ver: UFC Lincoln

Evento acontece neste sábado (25), a partir de 19h30 no Canal Combate

O Ultimate está de volta neste sábado (25), após duas semanas sem eventos, com o UFC Lincoln. A saudade, por si só, já é um bom motivo para não perder o card deste final de semana, mas nós listamos alguns outros. Confira abaixo:
Veja também: Contender Series Brasil começa nesta sexta

Justin Gaethje
Estrela da luta principal da noite, Justin Gaethje não à toa é chamado de “Highlight”, algo como “Destaque”. O norte-americano de 29 anos fez três lutas no UFC e todas receberam bônus de Luta da Noite. Ganhando ou perdendo, Gaethje é um show à parte, com um estilo agressivo e brigador e um queixo sobrenatural, e sempre dá aos fãs exatamente o que eles pagaram para ver.
Após ser nocauteado por Dustin Poirier e Eddie Alvarez em suas duas últimas apresentações, ele tentará a reabilitação contra um embalado James Vick, que venceu nove de suas 10 lutas no Octógono (cinco por nocaute ou finalização), e vê no atual sétimo colocado do ranking dos leves a oportunidade de provar que pertence à elite de uma das divisões mais concorridas da organização.
Além de tudo, existe um elemento de rivalidade entre os dois, que deve garantir ânimos exaltados na última luta do UFC Lincoln. Promessa de espetáculo.
Quem chegará ao próximo patamar?
Michael Johnson conquistou imponentes vitórias enquanto peso-leve, sobre nomes como Edson Barboza e Dustin Poirier, mas optou por descer de categoria após derrotas consecutivas para Khabib Nurmagomedov e o próprio Gaethje. Em sua primeira luta nos penas, sofreu o terceiro revés consecutivo nas mãos de Darren Elkins.
A trajetória de Andre Fili no UFC tem sido marcada por resultados alternados. O atleta da Team Alpha Male já se mostrou um valoroso peso-pena, mas até então sucumbiu diante dos maiores desafios que enfrentou no Octógono.
Estes dois nomes colidem na luta co-principal de Lincoln em um duelo chave para as pretensões de ambos. Ainda jovens (32 e 28 anos, respectivamente), porém experientes, eles precisam de grandes vitórias para provarem que podem ser mais do que adversários competitivos.
Chegando na hora certa
Há pouco mais de duas semanas, a divisão peso-mosca conheceu um novo campeão após quase seis anos, quando Henry Cejudo colocou um ponto final no reinado de Demetrious Johnson. Por isso, apesar de não existir hora ruim para vencer, pode-se dizer que o brasileiro Deiveson Figueiredo chega em um ótimo momento para o duelo contra John Moraga.
Com três vitórias em três lutas no Octógono, o invicto paraense de 30 anos conquistou um lugar no Top 15 da divisão até 57kg e, neste final de semana, terá pela frente o maior desafio de sua carreira contra o atual número seis da categoria e ex-desafiante ao título. Quem vencer se colocará em uma ótima posição para pensar em cinturão já em 2019.
Sexteto brasileiro em ação (leia mais)
Além de Deiveson, outros cinco atletas brasileiros pisarão no Octógono em Lincoln neste sábado: Warlley Alves, Iuri Alcantara, Markus Perez, Kalindra Faria e Rani Yahya têm compromissos no card preliminar do evento, que terá transmissão ao vivo e exclusiva do Canal Combate a partir de 19h30.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube