Pular para o conteúdo principal

Nova União x Team Alpha Male: Uma rivalidade histórica entre equipes

 Relembre as principais lutas entre os times

Abrigando alguns dos melhores lutadores das categorias mais leves do esporte, é comum que membros da Nova União e da Team Alpha Male se encontrem nos cages por aí. Com tantas lutas, não é surpresa que tenha surgido uma espécie de competição entre as duas equipes, mas os capítulos mais importantes da grande rivalidade entre os times envolvem disputas de cinturão e podem ser resumidos a cinco atletas: José Aldo, Renan Barão, Urijah Faber, Chad Mendes e TJ Dillashaw.

Relembre a histórica rivalidade entre Nova União e Team Alpha Male:

Aldo vs Faber - WEC 48, abril de 2010

Tudo começou em 2010, no extinto World Extreme Cagefighting. Embalado em uma sequência de nove vitórias, José Aldo fazia sua primeira defesa do título dos penas da organização. O adversário era o antigo detentor do cinturão, Urijah Faber, que vinha de triunfo sobre Rafael Assunção após perder a coroa da categoria. Na luta, o brasileiro comprovou sua superioridade e castigou com chutes as pernas do rival, que aos poucos perdeu a capacidade de se movimentar pelo cage. Dias depois do duelo, vencido por Aldo na decisão unânime, Faber participou de uma entrevista usando muletas e exibindo a coxa completamente coberta por hematomas.

Aldo vs Mendes I - UFC 142, janeiro de 2012

Alguns anos depois, foi a vez do parceiro de treinos de Faber, Chad Mendes, desafiar Aldo por um título, desta vez do UFC. Na segunda edição do UFC Rio, o manauara não deu chances ao norte-americano, nocauteando 'Money' com uma joelhada no final do primeiro round e pulando na torcida para comemorar.

Barão vs Faber I - UFC 149, julho de 2012
Depois da derrota no WEC, Faber voltou aos pesos-galos, conquistou duas vitórias em três lutas no UFC e foi escalado para enfrentar o então campeão Dominick Cruz, mas uma lesão do norte-americano forçou o evento a criar um cinturão interino para a categoria. O rival escolhido foi Renan Barão, dono de uma sequência de 28 vitórias, invicto há sete anos e um dos principais parceiros de treinos de José Aldo. Faber sofreu uma fratura na costela ainda no primeiro assalto, mas batalhou até o fim do combate e foi derrotado na decisão unânime. 3 x 0 para a Nova União.

Barão vs Faber II - UFC 169, fevereiro de 2014
Depois de defender duas vezes o título interino, Barão foi nomeado o campeão linear da categoria até 61kg, e o primeiro desafiante ao título "de verdade" foi justamente Faber. Com uma forte mão direita, o brasileiro derrubou o oponente ainda no primeiro round. O norte-americano resistiu e se levantou, mas Barão conseguiu colocar Faber no chão e golpeou até o árbitro encerrar a luta, vencendo por nocaute técnico e conquistando mais um ponto para a equipe brasileira no 'placar'.



Aldo vs Mendes II - UFC 179, outubro de 2014

Após sofrer o primeiro revés da carreira, Mendes enfileirou cinco adversários, ganhando novamente a chance de enfrentar Aldo pelo título dos penas. Ao contrário do primeiro embate, a revanche durou os cinco rounds previstos e até hoje é lembrada como uma das batalhas mais épicas de 2014. O norte-americano demonstrou grande evolução em seu jogo em pé, aplicando knockdowns no campeão, mas a performance brilhante ainda não foi o suficiente para conseguir a vitória.

Barão vs Dillashaw I - UFC 173, maio de 2014

Quando o duelo entre Chris Weidman e Vitor Belfort foi cancelado, o UFC chamou Barão para defender o título contra TJ Dillashaw na luta principal da edição de número 173. Grande zebra no confronto, o integrante da Team Alpha Male chocou o mundo ao ser o primeiro a desbancar o time rival e uma disputa de cinturão. Dillashaw conseguiu um knockdown no primeiro assalto e dominou completamente o combate até conseguir o nocaute técnico na última parcial.

A revanche entre os atletas acontecerá neste sábado, no UFC Chicago. Será que Dillashaw conseguirá manter o título e marcar mais uma vitória para sua equipe, ou Barão vai retomar a sequência de vitórias de seu time? Não perca o evento, que terá transmissão do Canal Combate a partir das 17h (horário de Brasília). Assine já e não perca nenhum detalhe!

- Veja também: 

Renan Barão deixa superstição de lado e mostra o novo 'estilo samurai'

Treinos e diversão: A rotina das estrelas do UFC Chicago

De zebra a campeão - O caminho de superação de TJ Dillashaw no UFC