Pular para o conteúdo principal

O caminho - perfeito - de Conor McGregor até a disputa de cinturão interino

 

Neste sábado (11), Conor McGregor e Chad Mendes lutarão pelo cinturão interino dos pesos-penas. Sem saber o que é perder desde 2010, o irlandês chegou ao topo da categoria depois de enfileirar cinco adversários no Ultimate. Relembre a trajetória do desafiante antes do UFC 189.
- Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC
Marcus Brimage – UFC on Fuel TV 9, abril de 2013 (nocaute técnico no primeiro round)
McGregor não precisou de muito tempo para impressionar os fãs na sua luta de estreia no UFC. Em apenas 1m01s de combate, o irlandês soltou uma saraivada de socos e nocauteou Marcus Brimage.

Max HollowayUFC Fight Night 26, agosto de 2013 (decisão unânime)
Em seguida, o europeu foi escalado para enfrentar Max Holloway. McGregor manteve o duelo em pé na maior parte do tempo, mas não fez feio quando foi para o chão, e conquistou a vitória por pontos.

Diego Brandão – UFC Fight Night 46, julho de 2014 (nocaute técnico no primeiro round)
McGregor foi o escolhido para fazer a luta principal do retorno do UFC a Dublin, na Irlanda, em 2014. Lutando em casa e com o apoio da torcida, o peso-pena encurralou Diego Brandão e nocauteou o brasileiro com socos ainda no primeiro round.
 

Dustin Poirier – UFC 178, setembro de 2014 (nocaute técnico no primeiro round)
Mais uma luta, mais um nocaute técnico no primeiro assalto. Em 1m46s de combate, McGregor usou sua trocação afiada para bater Dustin Poirier e ficou um passo mais perto de conseguir a disputa de cinturão.

Dennis Siver – UFC Fight Night 59, janeiro de 2015 (nocaute técnico no segundo round)
O irlandês ganhou a chance de lutar pelo título depois da vitória sobre Dennis Siver. O “Notorious” castigou o alemão com chutes de todos os tipos, conquistando o nocaute na segunda parcial.
 
Leia também:
Conor McGregor provoca Chad Mendes: 'é o substituto nível B'
McGregor segue provocando: 'Mendes estará inconsciente aos 4 minutos'
Schwarzenegger elogia McGregor: 'um dos melhores atletas dos últimos tempos'