Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Olho neles! As promessas do UFC 202

Selecionamos o trio de promessas do evento deste sábado (20), que será transmitido pelo Canal Combate a partir das 19h30 (horário de Brasília)

Você já conhece os nomes no topo do card.

Você está familiarizado com os veteranos que constroem o restante do card principal - lutadores como Anthony Johnson e Glover Teixeira, Donald Cerrone e Rick Story. Você até já conhece algumas das ameaças em ascensão que entrarão no octógono, como Cody Garbrandt e Neil Magny.

Mas quem está passando despercebido? Quais são os lutadores que você talvez não conheça, mas têm o potencial de chamar a atenção no sábado?

Aqui estão os três atletas que merecem a sua atenção no UFC 202. Este é o "Olho Neles".

>> Acesse M.ME/UFCBRASIL e receba as notícias do UFC no Messenger do Facebook 

Cortney Casey

2015 foi um ano de emoções mistas para Casey, que foi chamada para lutar no octógono e acabou derrotada em decisões para Joanne Calderwood e Seohee Ham.

Ambas foram grandes desafios para a atleta de 29 anos, mas Casey mostrou sua garra e flashes de potencial. Em julho, "Cast Iron" conquistou sua primeira vitória no UFC, parando Cristina Stanciu com uma enxurrada de cotoveladas no chão ainda no primeiro round. Embalada na performance subirá um nível na competição, enfrentando a semifinalista do TUF 20 Randa Markos em duelo que foi fechado em cima da hora, mas tem grande importância para ambas.

Com a categoria peso-palha ainda em sua infância e lutadoras batalhando por posições nos rankings, uma vitória no UFC 202 tem o potencial de levar Casey até o meio dos rankings.

Colby Covington

Depois de sua vitória sobre Jonathar Meunier em Ottawa, Ontário, Covington se declarou pronto para mostrar que é o melhor grappler da categoria, pedindo a chance de enfrentar Demian Maia, especialista em jiu-jítsu e número quatro do ranking. Apesar de o duelo não acontecer, é preciso aplaudir a convicção e vontade do norte-americano

Ex-campeão All American e bicampeão Pac-10 durante os dias de Oregon State, no wrestling, o atleta de 28 anos mostra potencial, vencendo sua estreia no Ultimate com pouquíssima antecedência em Macau e superando Mike Pyle em outra luta em cima da hora depois. Neste fim de semana, o integrante da American Top Team terá outra chance de brilhar quando dá as boas-vindas a Max Griffin.

Se conseguir outro triunfo notável, "Chaos" poderá subir alguns degraus na divisão dos meio-médios, ficando mais perto das batalhas contra grandes nomes que ele tanto almeja.

Leia também: Glover - de lenda urbana a estrela | A visão de Kavanagh | McGregor mira três cinturões | O duro caminho de Nate Diaz | Anthony Johnson - Signature Moves

Marvin Vettori

Vettori está escalado para fazer sua estreia no octógono neste fim de semana, quando encara Alberto Uda na segunda luta do UFC 202. Com apenas 22 anos, ele conquistou cinco vitórias consecutivas e liquidou em nove de suas 10 lutas profissionais. Mas são seus dois últimos duelos que se destacam.

No final do ano passado, o italiano conquistou um triunfo no primeiro round contra o experiente Jack "The Stone" Mason, nocauteando com uma joelhada em menos de dois minutos de combate. Na luta seguinte, finalizou o ex-TUF Igor Araújo com uma guilhotina em pouco mais de um minuto de batalha.

Alessio Di Chirico impressionou em sua estreia no início de 2016, e agora Vettori espera seguir os passos do compatriota, tentando aumentar sua sequência para seis vitórias e se estabelecer no difícil ranking da divisão até 77kg. 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC