Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Olho Neles! As promessas do UFC Oklahoma

Conheça os nomes que podem roubar a cena no evento deste domingo

A jornada de quatro continentes em quatro semanas do UFC se encerra neste domingo em Oklahoma City com um card de 13 lutas na Chesapeake Energy Arena, liderado pelo tenso duelo de pesos-leves entre o ex-campeão do TUF Michael Chiesa e o embalado Kevin Lee.
Confira o card completo do UFC Oklahoma City
O card inclui ainda um trio de ex-campeões e uma série de nomes familiares, mas também um grupo de promissores lutadores que buscam neste evento a chance de se introduzirem a um público maior.
Aqui estão três quase estreantes que buscarão roubar a cena neste domingo.
Olho Neles!

Marvin Vettori
O peso-médio italiano pisará no octógono pela terceira vez neste final de semana, e ficará cara a cara com o veterano brasileiro Vitor Miranda na penúltima luta do card preliminar.
Vettori estreou no ano passado no UFC 202, conquistando uma finalização no primeiro round sobre Alberto Uda para começar sua jornada no UFC. Quatro meses depois, o atual membro da Kings MMA voltou à ação, mas saiu derrotado por Antonio Cara de Sapato em decisão unânime dos jurados. Apesar da derrota, houve muitos pontos positivos para se tirar da luta para Vettori, que defendeu oito das 12 tentativas de quedas do adversário e conseguiu controlar o excelente lutador de jiu-jítsu no chão por boa parte do segundo round.
Com apenas 23 anos, Vettori enfrentou uma competição dura antes de chegar ao octógono e continuou nesse ritmo desde que estreou no UFC, mostrando sinais promissores apesar da derrota na última luta.
Com uma forte base na luta agarrada e com o mestre Rafael Cordeiro afiando sua trocação, não seria surpreendente ver Vettori seguindo um caminho parecido com o de seu parceiro de treinos Beneil Dariush no peso-leve - mostrando evolução a cada luta ao passo em que conquista vitórias significativas e se estabelece como um dos bons nomes da divisão dos médios.

Devin Powell
Aumentar sua série de vitórias seguidas para seis em frente a Dana White e a equipe do Lookin’ for a Fight rendeu a Powell a chance de mostrar do que ele é capaz no grande palco em 2017, mas, infelizmente, as coisas não começaram bem para ele.
Powell foi de encontro ao promissor Drakkar Klose em janeiro e se tornou a mais recente vítima do pupilo do treinador John Crouch, que está de compromisso marcado com o nocauteador britânico Marc Diakiese no TUF Finale, no próximo mês. Após estrear no octógono e com 15 minutos de experiência no UFC em seu currículo, o peso-leve de cartel 8-2 busca redenção contra Darrell Horcher neste final de semana.
O nativo de New Hampshire tem bom tamanho para a divisão e é versátil e com boa durabilidade. Se conseguir acertar Horcher, imprimir bom ritmo e deixar as coisas violentas, Powell tem tudo para deixar Oklahoma City com sua primeira vitória no UFC.
Jeremy Kimball
Kimball teve uma missão ingrata em sua estreia na organização, entrando como substituto de última hora para enfrentar Marcos Pezão a sete dias do evento. Neste final de semana, o atleta de 26 anos tem a chance de causar uma boa segunda impressão ao encarar Josh Stansbury.
Antes de sua derrota para Pezão, Kimball venceu quatro seguidas, incluindo triunfos sobre os ex-TUF Cody Mumma e Matt Van Buren. Com 20 lutas no cartel, ele ainda tem vitórias sobre Keith Berry, Chidi Njokuani e Drew McFedries, tendo sofrido seu último revés no circuito regional contra o experiente peso-médio do UFC, Chris Camozzi.
Com um camp de treinos completo, Kimball tem no evento de domingo a chance de mostrar que a derrota em sua estreia foi mais pelas circunstâncias do que por qualquer outro motivo. As coisas estão em aberto na divisão meio-pesado neste momento, e uma boa performance contra Stansbury pode ajudar Jeremy a começar seu caminho rumo ao ranking da categoria.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC