Pular para o conteúdo principal

Os 10 melhores momentos de Edgar

 


No dia 16 de maio, Frankie Edgar faz a luta principal do UFC Fight Night Manila contra outro astro, Urijah Faber. É uma super luta que os fãs esperam ver há anos, e por uma boa razão. No caso de Faber, é a ideia de ver um dos pioneiros dos pesos mais leves, tentando manter sua impressionante sequência invicta em lutas que não são por um título. E Edgar, o orgulho de Toms Tiver, Nova Jersey, parece que todas suas lutas são super lutas. Aqui estão dez razões para vê-lo em ação.

Tyson Griffin – 3 de fevereiro, 2007 - UFC 67
Resultado – Edgar venceu por decisão
Invicto em 5 lutas quando recebeu o chamado para sua estreia no UFC contra Tyson Griffin, Frankie Edgar era desconhecido fora de sua região, por mais que já tivesse vitórias sobre Jim Miller e Deividas Taurosevicius. Mas após 15 minutos de batalha contra Tyson Griffin, o nome de Edgar era falado por todos os fã de MMA, vencendo por decisão unânime, em uma das melhores lutas de 2007.

“Eu odeio perder,” admitiu Edgar. “Coloquei tanto em jogo naquela luta, fui com tudo o tempo todo, e faltando 45 segundos fiquei preso naquele golpes. Mas não havia como eu bater. Saiu do lugar algumas vezes, mas quando saiu uma vez, eu disse, ‘não importa.’ Eu preferia andar mancando por um tempo para ter essa vitória, a levar a derrota.”

 
Gray Maynard I – 2 de abril, 2008 – UFC Fight Night
Resultado – Edgar venceu por decisão
Quando Gray Maynard passou por cima de Edgar a caminho de uma vitória unânime na altitude de Colorado, muitos se perguntaram se Edgar era muito pequeno para a categoria peso-leve, uma divisão onde a maioria corta uma grande quantidade de peso, enquanto o nativo de Nova Jersey mal precisava cortar. Mas Edgar não estava prestes a desistir de sua meta de ser o campeão, e isso requereu retrabalhar suas técnicas e estratégias para lidar com os mais fortes dos lutadores de 70 kg. Um ano depois, ele teria um teste de sua nova estratégia de carreira…

Sean Sherk – 23 de maio, 2009 – UFC 98
Resultado – Edgar venceu por decisão 
Por mais que estivesse disposto a ficar de pé e trocar golpes, o carro-chefe de Edgar sempre foi o wrestling de primeira divisão. Mas contra um forte wrestler e ex-campeão peso-leve Sean Sherk, Edgar teria que ter um plano B, e nessa noite em maio de 2009, ele não só tinha um plano, como o executou com perfeição mostrando um jogo em pé que foi uma revelação para todos fora de sua equipe. E com esta nova dimensão em seu jogo, ele não só venceu Sherk, mas enviou um recado para o resto da categoria que ele era um desafiante em potencial e que estava ali para ficar.

“É só uma progressão natural de tudo,” disse Edgar. “De nenhuma forma isso aconteceu da noite para o dia. Toda luta, mesmo antes de estar no UFC, eu estava disposto a dar socos, então eu acho que eu tinha isso naturalmente a meu favor. Mas acho que foi a luta contra o Sherk, onde eu sabia que uma queda não seria fácil, então teria que depender do meu boxe. E isso realmente me deu a confiança que eu poderia fazer a qualquer momento.”

Matt Veach – 5 de dezembro, 2009 – TUF 10 Finale
Resultado - Edgar finalizou no segundo round
Como um azarão quase perpétuo, Edgar nunca teria nenhum problema em lutar contra caras como Griffin, Maynard ou Sherk. Mas quando um encontro contra o também nativo de Nova Jersey, Kurt Pellegrino, foi cancelado por uma lesão, Edgar foi jogado em uma situação em que não havia nada para ganhar, encarando o batalhador do centro-oeste americano, Matt Veach. Se vencesse, era seu dever; se perdesse, cairia para o fim da fila na corrida para desafiar o cinturão peso-leve. E Edgar sofreu alguns momentos perigosos no início, mas fez alguns ajustes no segundo round e machucou Veach antes de finalizá-lo com um mata leão.

BJ Penn I – 10 de abril, 2010 – UFC 112
Resultado – Edgar venceu por decisão
Edgar, de volta na posição de azarão, recebeu pouco crédito quando foi anunciado que lutaria contra Penn valendo o cinturão em abril de 2010, principalmente porque “O Prodígio” vinha de duas vitórias dominantes sobre Kenny Florian e Diego Sanchez. E Edgar sabia que para vencer, não seria por um grande nocaute ou finalização, seria por andar na corda bamba em uma luta perfeita de 25 minutos.

“Você não pode entrar em uma luta contra o BJ Penn dizendo que vai acabar com ele porque vai se estragar mentalmente,” disse ele. “Então eu entrei naquela luta sabendo que eu teria que lutar cinco rounds duros, ficar ativo, e executar minha estratégia.”

Ele fez exatamente isso, usando movimentação e golpes rápidos para manter Penn fora de equilíbrio, e usando algumas quedas rápidas para garantir. Foi uma performance que definiu sua carreira quando ele precisava, e quando os jurados deram a decisão, havia um novo campeão, e seu nome era Frankie Edgar.

BJ Penn II – 28 de agosto, 2010 – UFC 118
Resultado – Edgar venceu por decisão
Disseram que foi um caso de sorte. Diziam que ele não iria vencer BJ Penn pela segunda vez. Mas como de costume, Edgar tem um prazer quase como o de Couture, calando os duvidosos, e no UFC 118, ele calou quase todos não só vencendo Penn pela segunda vez, mas o parando.

Foi mais trocação, movimentação e wrestling na revanche de agosto de 2010, mas em um nível que Penn não conseguiu lidar. Foi um momento que tornou Edgar um novo astro do esporte. Agora ele só tinha um negócio mal-resolvido para acertar com um velho rival.

Gray Maynard II – 1 de janeiro, 2011 – UFC 125
Resultado – Empate
Procurando vingar-se da única derrota de sua carreira profissional, Edgar teve bastante incentivo ao defender seu título pelo segunda vez contra Gray Maynard, mas no primeiro round, parecia que seu reinado estava chegando ao fim, sendo derrubado algumas vezes pelas mãos pesadas do “Bully.” Mas incrivelmente, Edgar não só sobreviveu ao ataque, ele voltou, venceu o segundo round, e continuou batalhando com Maynard durante toda a luta, parecendo ter vencido a luta. Porém, os jurados deram o resultado como empate após cinco rounds, e deu vez ao terceiro encontro dos dois no UFC 136.

Gray Maynard III – 8 de outubro, 2011 – UFC 136
Resultado – Edgar nocauteou no quarto round
Chocante o suficiente, esta luta foi quase um replay da segunda, com Maynard sacudindo e quase parando Edgar no primeiro round novamente. Edgar, como de costume, voltou com tudo, mas desta vez, colocou um fim à trilogia, nocauteando Maynard no quarto round e mantendo seu título peso-leve em mais uma luta clássica.

Jose Aldo – 2 de fevereiro, 2013 – UFC 156
Resultado – Aldo venceu por decisão 
Depois de acertar as contas com Maynard, Edgar fez duas lutas de cinco rounds contra Benson Henderson. “The Answer” perdeu ambas (e seu título) mas muitos acharam que ele fez o bastante para vencer em cada luta. Independentemente, Edgar anunciou que desceria para a categoria peso-pena depois de sua revanche contra “Smooth” e sua primeira luta em 66 kg seria uma importante contra o campeão José Aldo. Novamente, Edgar perdeu em uma decisão disputada, mas no caminho, levou o astro brasileiro ao limite e se colocou como uma legítima ameaça em sua nova categoria.

Cub Swanson – 22 de novembro, 2014 – UFC Fight Night
Resultado – Edgar finalizou no quinto round
Depois de sua luta contra Aldo, Edgar venceu Charles Oliveira por decisão, levando o prêmio de melhor luta da noite, e fechou outra trilogia com um nocaute - desta vez contra BJ Penn - se mantendo perto do topo da categoria peso-pena. Mas foi sua vitória sobre Cub Swanson que fez os fãs pedirem a revanche entre Aldo e Edgar. Dominante desde o início, Edgar acabou com a sequência de seis vitórias consecutivas com quatro segundos restantes no quinto round, e agora ele procura mais uma grande vitória em Manila, ao encarar Faber.