Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Os cinco pontos: Conor McGregor x Floyd Mayweather

O que esperar de uma das maiores lutas de 2017?


Era um sonho impossível: construir uma carreira no MMA, se tornar um campeão em duas divisões no UFC e então fazer uma luta de boxe com o melhor boxeador desta era.
Conor McGregor conseguiu tudo, conquistou os títulos, a fama e a glória, e, no início deste mês conseguiu a luta que tanto queria contra Floyd Mayweather Jr.
Mas o que vai acontecer quando o gongo soar no dia 26 de agosto em Las Vegas? Em menos de dois meses, um artista marcial misto que nunca competiu no boxe profissional até então vai encarar um futuro membro do Hall da Fama, invicto em 49 lutas e que pouco foi tocado ao longo desta campanha.
Mayweather x McGregor: anúncio oficial
Agora, a palavra “impossível” vai ser utilizada ainda mais, mas o passado de McGregor já mostrou que o que parece impossível para muitos é possível, e, às vezes, provável para ele. Então enquanto muitos fãs acreditam que o irlandês está tentando levantar um peso maior do que é capaz de carregar, não há dúvidas de que McGregor e sua equipe já estão bolando uma estratégia para chocar o mundo mais uma vez.
Existe um plano capaz de vencer Mayweahter? Se existir, será McGregor capaz de executá-lo na noite da luta? O mundo inteiro estará assistindo esta luta, mas, antes disso, quais cinco coisas o “Notório” terá que fazer para estar, no mínimo, em condições de competir com Mayweather?
Esta é a minha análise…
 

You've never seen these moves. #Ghost pic.twitter.com/3u5grfk9Ix
— Conor McGregor (@TheNotoriousMMA) 29 de junho de 2017

APENAS LUTE
É a coisa mais simples do mundo, não? Mas lutar com Floyd nunca foi uma tarefa fácil, e considerando que os melhores boxeadores do mundo já tentaram e falharam, isso se torna um desafio ainda maior para McGregor.
Mas, para vencer, McGregor não pode esperar para contragolpear. Mayweather, que antes era um lutador que ficaria postado para fazer você errar e puni-lo, se tornou um contra-golpeador nos últimos anos. Sim, ele ainda faz você errar e o pune, mas ele não inicia a ação. Você entra e ele contra-ataca. E a arte do contra-ataque tem sido chave para o sucesso de McGregor no UFC.
Porém, se os dois mantiverem o plano no dia 26 de agosto, eles podem acabar olhando um para o outro por 12 rounds. É claro, McGregor pode aceitar esse desafio e tentar forçar Mayweather a atacar, mas o norte-americano não vai morder a isca. Esse é seu esporte e seu ringue, ele vai ficar lá a noite inteira até McGregor decidir atacar primeiro.
Então, Sr. McGregor, é hora de atacar. Mas não é para aceitar uma luta de boxe. Ele precisa diminuir a distância, talvez tomar um golpe ou dois, e fazer a coisa ficar feia por dentro. A conversa até agora tem sido sobre canhotos (grupo ao qual pertence McGregor), que costumam dar mais trabalho para Floyd. Eu discordo, e argumento com a ideia de que são lutadores de pressão, como Jose Luis Castillo e Marcos Maidana, que dão pesadelos a Mayweather. Brigar, engajar e entrar em uma trocação franca na curta distância. Esta é a chave número 1.
 

Disappearing pic.twitter.com/9CV8WMJb6k
— Conor McGregor (@TheNotoriousMMA) 26 de junho de 2017

MANTENHA O RITMO
O número 2 vai ser muito mais difícil de implementar, simplesmente porque poucos lutadores tem o condicionamento físico de Floyd Mayweather. Sim, ele está fora de ação desde que venceu Andre Berto em setembro de 2015, mas ele não é como outros aposentador. Ele não está andando por aí com barriga de cerveja e cintura grossa; na verdade, não seria uma surpresa se ele estivesse por aí fazendo uma corrida na rua enquanto eu escrevo isso.
Então, para forçá-lo fisicamente por 12 rounds será difícil, mas McGregor precisa fazê-lo. Ele deveria estar agora mesmo correndo, se preparando para apertar o ritmo contra seu oponente, porque por mais que Floyd esteja sempre em forma, ele gosta de lutar no ritmo confortável que ele mesmo impõe. Se McGregor tirar a luta deste ritmo e fizer com que ele lute mais duro do que gostaria aos 40 anos de idade, o jogo técnico e sem erros que se tornou sua marca registrada pode se tornar desleixado de repente. Lutadores cansados e desleixados cometem erros, e um erro pode ser tudo o que McGregor precisa.
TAMANHO IMPORTA
A vantagem de 2,5cm de altura e 5cm de envergadura que McGregor tem sobre Mayweather pode não significar muito na noite da luta. Mas tenha certeza que McGregor estará parecendo muito maior que seu oponente quando eles colidirem, e não apenas porque os dois estarão lutando pela divisão médio-ligeiro, com limite de 69,8kg, uma categoria na qual Mayweather competiu apenas três vezes nas vitórias sobre Oscar De La Hoya, Canelo Alvarez e Miguel Cotto.
Nestas três lutas, o maior peso que ele atingiu foi 68,5kg, o que significa que ele estará lutando o mais próximo de seu peso natural possível. Este não será o caso para McGregor. Neste momento, a divisão até 70,3kg, na qual ele conquistou seu segundo cinturão no último mês de novembro, é provavelmente a melhor possível para ele, mas ele ainda consegue descer para o peso-pena. Então se chegar a noite da luta e ele tiver uma boa vantagem de tamanho, isso vai permitir que ele use a estratégia “Apenas Lute” mencionada anteriormente e machuque Mayweather por dentro, o mantenha de costas na grade e coloque um pouco mais de poder em sua bola rápida.
Pode não ser esteticamente bonita, mas assim que pompa e circunstância acabarem, McGregor estará tentando vencer a luta, e não fazer um vídeo de melhores momentos.
 

https://t.co/MS7Oosjl9C pic.twitter.com/IqEBbEcv5W
— Floyd Mayweather (@FloydMayweather) 29 de junho de 2017

JOGOS MENTAIS
Floyd Mayweather está nesse jogo há muito tempo e já passou por muitas grandes lutas para ser vítima de provocações. Ele pode até admitir que fica mais motivado quanto mais seu oponente falar. E McGregor vai falar muito até o dia 26 de agosto. Floyd também vai falar, e o resultado disso será uma promoção empolgante, no mínimo.
Mas será McGregor capaz de tirar Floyd do sério, como ninguém jamais fez? Talvez o irlandês coloque Mayweather em uma posição em que ele tenha que defender a honra de seu esporte contra um intruso. Talvez o primeiro golpe da luta não seja conectado por Floyd, mas por Conor. E em uma luta em que McGregor estará jogando sob as regras de outro homem, em sua cidade em seu ringue, talvez seja o tipo de jogo mental em que ele precise deixar sua marca conectando o primeiro golpe.
Se McGregor conseguir fazer Mayweather lutar fora de sua zona de conforto, tudo pode mudar.
SEJA CONOR MCGREGOR
Conor McGregor é um unicórnio no mundo dos esportes. Não há maneira melhor de explicar. E apesar de colocar milhões de dólares em sua conta corrente seja uma bela motivação, tenho a impressão de que McGregor se preocupa mais com vencer e se consolidar ainda mais nos livros de história.
Pense bem: se ele vencer no dia 26 de agosto, esqueça a internet; ele vai parar o mundo inteiro. Seria algo que ninguém jamais conquistou, e talvez nunca mais conquiste. O que é mais empolgante do que isso? Mas, para chegar, ele precisa acreditar. Ou, como disse Han Solo, “Nunca me fale de probabilidades”.
Sim, o irlandês estará lutando com o melhor boxeador desta geração e não tem experiência no boxe profissional. Mas ele está aqui agora, então por que não ser Conor McGregor e ir com tudo disparando suas armas em busca de chocar o mundo?
Se ele perder, bem, ele tentou. Você precisa dar crédito a ele por isso. Se ele vencer? Uau. Seria algo grandioso.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC