Pular para o conteúdo principal
Atletas

Os melhores lutadores de 2018

A temporada de premiações não-oficiais termina com os melhores lutadores de 2018
DANIEL CORMIER

Como você verá adiante, listar os 10 melhores lutadores de 2018 não foi fácil. Mas escolher o homem no topo da lista foi bem simples. Começando em janeiro com a defesa do título dos meio-pesados nocauteando Volkan Oezdemir, Daniel Cormier teve um ano especial, cujo principal destaque foi o nocaute sobre Stipe Miocic que lhe rendeu a coroa dos pesos pesados do UFC e fez de “DC” um campeão duplo. Ele poderia ter descansado pelo resto do ano e ainda conquistar este lugar, mas fechou a conta finalizando Derrick Lewis em novembro.

Veja também: As melhores lutas de 2018Os maiores nocautes | As melhores finalizações | Os resultados mais surpreendentes

AMANDA NUNES

A campeã peso-galo Amanda Nunes começou o ano em maio vencendo Raquel Pennington de forma dominante, e em dezembro, ela conseguiu um ótimo argumento para ser considerada a melhor lutadora da história ao colocar um fim nos 13 anos de invencibilidade de Cris Cyborg com um nocaute em 51 segundos.

LAS VEGAS, NV - OCTOBER 06:  (R-L) Khabib Nurmagomedov of Russia submits Conor McGregor of Ireland in their UFC lightweight championship bout during the UFC 229 event inside T-Mobile Arena on October 6, 2018 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Brandon Magnus/
KHABIB NURMAGOMEDOV

Após uma espera quase inacabável, Khabib Nurmagomedov adicionou “campeão” ao seu nome em abril quando derrotou Al Iaquinta pelo cinturão vago dos leves. A seguir veio a maior luta do ano contra Conor McGregor em outubro, e com os holofotes mais claros do que nunca, o russo chegou a 27-0 com uma finalização no quarto round sobre o “Notório”.

HENRY CEJUDO

Se você vai lutar apenas uma vez no ano e entrar em uma lista como essa, é melhor que você vença um dos melhores lutadores da história. Foi isso que Henry Cejudo fez em agosto quando igualou o placar com Demetrious Johnson e venceu por decisão dividida, encerrando o longo reino de “Mighty Mouse” no peso-mosca e encaminhando a SuperLuta deste mês com TJ Dillashaw.

VALENTINA SHEVCHENKO

Valentina Shevchenko era uma das melhores pesos galo do mundo. Na divisão peso mosca, ela está ainda melhor. Isso ficou evidente em sua vitória sobre Priscila Pedrita em sua estreia na categoria, em fevereiro, e em dezembro, ela conquistou o ouro ao derrotar a ex-campeã peso palha Joanna Jedrzejczyk pelo título vago.

ANTHONY SMITH

Muitos não imaginariam que Anthony Smith estaria nesta lista após começar o ano com uma derrota para Thiago Marreta. Mas uma subida dos médios aos meio-pesados fez a diferença, e Smith encerrou o ano com nocautes sobre Rashad Evans e Mauricio Shogun, e uma finalização sobre Volkan Oezdemir. Agora ele está desafiando Jon Jones.

ISRAEL ADESANYA

O novato do ano no UFC foi também um dos melhores lutadores de 2018, e se você não sabia quem era Israel Adesanya antes de sua estreia no Octógono em fevereiro, quatro vitórias sobre Rob Wilkinson, Marvin Vettori, Brad Tavares e Derek Brunson certamente fizeram dele um dos atletas a observar em 2019 e além.

RONALDO JACARÉ

Se uma derrota por decisão dividida para Kelvin Gastelum em maio tivesse ido para o outro lado, teríamos Ronaldo Jacaré algumas posições acima nesta lista, considerando que o revés na Luta da Noite do UFC 224 foi precedido por nocaute sobre Derek Brunson e seguido por nocaute sobre Chris Weidman.

DUSTIN POIRIER

Se houvesse um título para quem protagonizou as melhores ações no ano, Dustin Poirier teria essa coroa em 2018 com nocautes em duas batalhas emocionantes contra Justin Gaethje e Eddie Alvarez.

COREY ANDERSON/ THIAGO MARRETA/ KAMARU USMAN

Costumo ser mais decidido em assuntos como esse, mas dado os anos que tiveram Corey Anderson (3-0 com vitórias sobre os Top 5 Glover Teixeira e Ilir Latifi), Thiago Marreta (4-1 com nocautes sobre Anthony Smith, Eryk Anders e Jimi Manuwa) e Kamaru Usman (3-0 com vitórias sobre Demian Maia e Rafael dos Anjos), decidi listar um empate triplo na 10ª posição. Ei, é a minha lista.

Assine o combate | Siga o UFC Brasil no Youtube