Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

OSP diz não sentir pressão e acredita ser o lutador ideal para vencer Jon Jones

Substituto de última hora disputa cinturão interino dos meio-pesados no UFC 197


Ovince Saint-Preux se tornou um dos nomes mais comentados na divisão dos meio-pesados do UFC após as seis vitórias em suas primeiras sete lutas no octógono, incluindo nocautes sobre Mauricio Shogun e Patrick Cummins. Entretanto, a derrota para Glover Teixeira em agosto de 2015 atrasou os planos do americano descendente de haitianos de chegar a uma disputa de cinturão.
OSP não se abalou e começou 2016 com o pé direito, se reabilitando com vitória sobre o brasileiro Rafael Feijão. Foi então que o destino abriu uma oportunidade inesperada para o atleta de 33 anos.
Receba as novidades do UFC no WhatsApp! Basta mandar um "olá" para (11) 94559-5935!
Com a lesão de Daniel Cormier, que defenderia o título da divisão contra Jon Jones no UFC 197, Saint Preux foi chamado para disputar o cinturão interino da categoria contra “Bones”, chance que ele recebeu de braços abertos.
“Meu treinador sempre achou que meu estilo casaria bem contra o do Jon, e esse foi mais um motivo para aceitar a luta. Mesmo se eu estivesse pesando 125 quilos, eu acharia um jeito de descer até os 93”, disse Ovince ao UFC.com, “Eu não tenho um estilo ortodoxo, e é preciso ser assim para vencer o Jones”.
Mais UFC 197: DJ não vê Cejudo como ameaça | Jones ainda melhor | Sapo mira Top 5
Atual sexto colocado no ranking, OSP enfrentará um Jon Jones que não pisa no octógono há 15 meses e já não é mais detentor do cinturão. Considerado um grande azarão no combate, Ovince disse que a pressão nos ombros do adversário é algo que pode beneficiá-lo.
“Eu não tenho nada a perder. A pressão não está comigo. Eu só vou lá me divertir, enquanto estiver me divertindo, sei que vai estar tudo bem”, disse, “É só permanecer focado”.
Assine o Combate | O canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC