Pular para o conteúdo principal
Especiais

Panorama da Divisão: Peso-Galo Feminino | Agosto de 2022

Amanda Nunes retomou o cinturão da categoria após superar Julianna Peña na luta principal do UFC 277

Amanda Nunes está de volta ao topo do peso-galo. No UFC 277, a "Leoa" dominou Julianna Peña e recuperou o cinturão da categoria na qual reinou por mais de cinco anos, com cinco defesas consecutivas de título. Abaixo, confira o que isso significa para a brasileira e para a elite da divisão até 61 Kg.

Amanda Nunes comemora a vitória no UFC 277 com seus dois cinturões. (Foto por Carmen Mandato/Getty Images)

Amanda Nunes comemora a vitória no UFC 277 com seus dois cinturões. (Foto por Carmen Mandato/Getty Images)


Cartel: 22-5 (13 nocautes, 4 finalizações)
Última luta: vitória por decisão unânime contra Julianna Peña (30/7/2022)
Próxima luta: a definir

Amanda Nunes retomou o posto de campeã da categoria. A brasileira não deu chances para Julianna Peña em revanche na luta principal do UFC 277, venceu por decisão unânime e voltou a ostentar dois títulos, já que também detém o cinturão peso-pena. Tanto Julianna, quanto a campeã peso-mosca Valentina Shevchenko são candidatas a uma trilogia com a "Leoa", mas ainda é cedo para especular sobre o próximo passo de Amanda no Octógono.

1) Julianna Peña

Julianna Peña no Octógono do UFC 277 para sua luta contra Amanda Nunes. (Foto por Josh Hedges/Zuffa LLC)

Julianna Peña no Octógono do UFC 277 para sua luta contra Amanda Nunes. (Foto por Josh Hedges/Zuffa LLC)


Cartel: 11-5 (3 nocautes, 5 finalizações)
Última luta: derrota por decisão unânime contra Amanda Nunes (30/7/2022)
Próxima luta: a definir

O reinado de Julianna Peña chegou ao fim em sua primeira defesa de cinturão. Ela foi superada por decisão unânime na revanche com Amanda Nunes no UFC 277, e devido ao castigo que recebeu durante os 25 minutos de combate, talvez não volte tão cedo ao Octógono. Apesar da derrota, a agora ex-campeã se mostrou um dos desafios mais duros que a "Leoa" já encarou e se mantém na expectativa por uma trilogia no médio prazo.

2) Ketlen Vieira

Ketlen Vieira comemora sua vitória no UFC Vegas 55. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Ketlen Vieira comemora sua vitória no UFC Vegas 55. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Cartel: 13-2 (2 nocautes, 4 finalizações)
Última luta: vitória por decisão dividida contra Holly Holm (21/5/2022)
Próxima luta: a definir

Segunda brasileira nesta lista, Ketlen Vieira conquistou sua vitória mais importante em sua luta mais recente, quando fez sua segunda luta principal consecutiva na organização e superou a ex-campeã Holly Holm por decisão dividida. Ketlen já é uma veterana no Octógono e possui vitórias sobre grandes nomes, como Miesha Tate, Cat Zingano e Sara McMann, sendo uma forte candidata ao posto de próxima desafiante ao cinturão.

3) Holly Holm

Holly Holm se prepara para sua luta contra Ketlen Vieira no UFC Vegas 55. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Holly Holm se prepara para sua luta contra Ketlen Vieira no UFC Vegas 55. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Cartel: 14-6 (8 nocautes)
Última luta: derrota por decisão dividida contra Ketlen Vieira (21/5/2022)
Próxima luta: a definir

Ex-campeã da categoria, Holly Holm teve sua sequência de vitórias interrompida em sua última apresentação, quando foi superada por Ketlen Vieira na luta principal do UFC Vegas 55, e ficou um pouco mais longe de uma nova disputa de título. Aos 40 anos, Holm ainda é uma atleta relevante na divisão, mas precisará engatar uma nova sequência se quiser pensar em recuperar sua coroa.

4) Irene Aldana

Irene Aldana comemora sua vitória no UFC 264. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Irene Aldana comemora sua vitória no UFC 264. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Cartel: 13-6 (7 nocautes, 3 finalizações)
Última luta: vitória por nocaute técnico contra Yana Kunitskaya (10/7/2021)
Próxima luta: Macy Chiasson (10/09/2022)

Ocupando atualmente a 4ª colocação no ranking, a mexicana Irene Aldana acumula três vitórias em suas últimas quatro lutas. A atleta possui um boxe refinado e fez bom uso dele para vencer Yana Kunitskaya em seu último combate. Aldana irá retornar ao Octógono no UFC 279, quando enfrenta Macy Chiasson de olho em uma possível disputa de cinturão caso saia com a vitória.

5) Raquel Pennington

Raquel Pennington comemora sua vitória no UFC 273. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Raquel Pennington comemora sua vitória no UFC 273. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Cartel: 14-8 (1 nocaute, 4 finalizações)
Última luta: vitória por decisão unânime contra Aspen Ladd (9/4/2022)
Próxima luta: a definir

Fechando a lista aparece a veterana Raquel Pennington, em 5° lugar no ranking. A lutadora vem em ótima fase no Octógono e venceu suas últimas quatro lutas, voltando ao Top 5 do peso-galo. Aos 33 anos, Pennington não dá sinais de que está regredindo na carreira e busca uma nova chance de lutar pelo cinturão, já que enfrentou Amanda Nunes em 2018, tendo sido derrotada pela brasileira por nocaute técnico.

Menções Honrosas: Yana Kunitskaya, Aspen Ladd, Macy Chiasson, Karol Rosa

Fora do Top 5, outros nomes se destacam: a russa Yana Kunitskaya ocupa a 6ª colocação e atualmente não tem luta marcada; Logo abaixo está Aspen Ladd, que não vive grande fase, mas ainda tem espaço para crescer aos 27 anos de idade; Macy Chiasson encara Irene Aldana no UFC 279 pela chance de chegar à elite, e a brasileira Karol Rosa perdeu sua invencibilidade no Octógono em sua última luta, mas segue como um dos nomes promissores em ascensão.