Pular para o conteúdo principal
Especiais

Panorama da Divisão: peso-mosca feminino | Junho 2022

Confira a situação atual dos principais nomes da categoria e o que esperar em um futuro próximo

Foi por muito pouco, mas a campeã Valentina Shevchenko manteve o cinturão peso-mosca no UFC 275. A lutadora teve mais dificuldades do que muitos esperavam contra Taila Santos, mas conseguiu se manter no topo da divisão após vencer por decisão dividida.

Confira abaixo um panorama do peso-mosca feminino

Confira o ranking oficial do UFC

Campeã: Valentina Shevchenko

Valentina Shevchenko comemora a vitória no UFC 275. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Valentina Shevchenko comemora a vitória no UFC 275. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Cartel: 23-3 (8 nocautes, 7 finalizações)
Última luta: vitória por decisão dividida contra Taila Santos (11/6/2022)
Próxima luta: a definir

Se tem uma palavra que define Valentina Shevchenko em seu posto como campeã peso-mosca é: dominante. A lutadora fez sua sexta defesa de cinturão ao nocautear Lauren Murphy no UFC 266, em setembro deste ano. Em todas as lutas que realizou na categoria, Valentina mostrou superioridade perante as rivais e bateu os principais nomes da divisão, como Jéssica Andrade, Katlyn Chookagian e Jennifer Maia. Não há ainda uma desafiante clara para a campeã e ela expressou o desejo de enfrentar a brasileira Amanda Nunes em uma trilogia.

1) Katlyn Chookagian

Katlyn Chookagian prepares to enter the Octagon prior to her women's flyweight bout against Cynthia Calvillo during the UFC 255 event at UFC APEX on November 21, 2020 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Katlyn Chookagian caminha para a sua luta no UFC 255. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Cartel: 18-4 (2 nocautes, 1 finalização)
Última luta: vitória por decisão dividida contra Amanda Ribas (14/5/2022)
Próxima luta: a definir

Katlyn Chookagian conquistou a quarta vitória seguida após um combate acirrado contra Amanda Ribas. Vista como a número 2 da categoria por muitos fãs e especialistas, ela busca uma nova chance de lutar pelo cinturão e parece estar no caminho certo para isso. Apesar da boa fase, a norte-americana se machucou e ficará um tempo afastada do Octógono, ainda sem um desafio para seu retorno.

2) Taila Santos

Taila Santos se prepara para sua luta no UFC 275. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Taila Santos se prepara para sua luta no UFC 275. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Cartel: 19-2 (10 nocautes, 3 finalizações)
Última luta: derrota por decisão dividida contra Valentina Shevchenko (11/6/2022)
Próxima luta: a definir

Taila Santos fez o que nenhuma desafiante fez a Valentina Shevchenko. A brasileira esteve perto de conquistar o cinturão, mas apenas um dos três juízes laterais deu a vitória para ela no UFC 275. Aos 28 anos, ela não tem ainda um novo compromisso marcado no Octógono, mas pediu uma revanche imediata. Caso não tenha seu pedido atendido, Taila com certeza ficaria muito próxima de uma nova disputa se vencer a próxima luta.

3) Lauren Murphy

Lauren Murphy se prepara para sua luta no UFC 266. (Chris Unger/Zuffa LLC)

Lauren Murphy se prepara para sua luta no UFC 266. (Chris Unger/Zuffa LLC)


Cartel: 15-5 (8 nocautes, 1 finalização)
Última luta: derrota por nocaute técnico contra Valentina Shevchenko (25/9/2021)
Próxima luta: Miesha Tate (2/7/2022 - UFC 276)

Depois de uma derrota desapontante em sua luta pelo cinturão, Lauren Murphy ainda não voltou a lutar. Porém, a veterana de 38 anos está com um duelo marcado contra a ex-campeã Miesha Tate no UFC 276, no início de julho. Não é certo que uma vitória dê a chance que Lauren quer de novamente lutar pelo título, mas com certeza a colocaria de volta no grupo de nomes de possíveis desafiantes.

4) Jéssica Andrade

Jéssica Andrade comemora sua vitória no UFC Vegas 52. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Jéssica Andrade comemora sua vitória no UFC Vegas 52. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Cartel: 23-9 (9 nocautes, 8 finalizações)
Última luta: vitória por finalização contra Amanda Lemos (23/4/2022)
Próxima luta: Manon Fiorot (3/9/2022 - UFC Paris)

Apesar de ter feito sua última luta no peso-palha, quando finalizou Amanda Lemos em abril, a brasileira Jéssica Andrade voltará mais uma vez ao peso-mosca. Ela enfrenta Manon Fiorot no UFC Paris, na primeira edição do Ultimate na França. A brasileira é uma das pioneiras do esporte e é uma das lutadoras mais relevantes da organização, mesmo flutuando entre categorias.

5) Alexa Grasso

Alexa Grasso comemora a vitória no UFC Columbus. (Foto por Josh Hedges/Zuffa LLC)

Alexa Grasso comemora a vitória no UFC Columbus. (Foto por Josh Hedges/Zuffa LLC)


Cartel: 14-3 (4 nocautes, 1 finalização)
Última luta: vitória por finalização contra Joanne Wood (26/3/2022)
Próxima luta: a definir

A mexicana Alexa Grasso conquistou a maior vitória de sua carreira ao bater Joanne Wood no UFC Columbus. A mexicana de 28 anos vem de três triunfos consecutivos e tem um leque de novas oponentes para enfrentar. Conhecida pelo seu boxe refinado, ela é uma oponente dura para qualquer lutadora do Top 5 ou até mesmo as que estão um pouco abaixo dela, como por exemplo a brasileira Viviane Araújo.

Menções Honrosas: Manon Fiorot, Vivane Araujo, Casey O’Neill, Erin Blanchfield

Fora do Top 5, quatro nomes aparecem com grande destaque entre as lutadoras. Manon Fiorot enfrenta Jéssica Andrade em uma luta que pode colocá-la até mesmo como a próxima desafiante. A brasileira Viviane Araújo é sempre um nome relevante na divisão. Casey O'Neill vinha em ascensão, mas uma lesão em fevereiro tem deixado a lutadora de 24 anos afastada. Por fim, Erin Blanchefield entrou no Top 15 e tem apenas 23 anos, com um grande futuro pela frente.