Pular para o conteúdo principal

Patolino busca vitória para se firmar de vez

Lutador chegou à final do TUF Brasil 2, mas acabou derrotado por Léo Santos

Prestes a entrar outra vez no octógono, William Patolino espera provar aos fãs que é um dos lutadores mais promissores do torneio. Com apenas 23 anos, o meio-médio enfrenta o norte-americano Neil Magny no UFC 179, no Rio de Janeiro, neste sábado, buscando sua segunda vitória no Ultimate.

José Aldo em números

Patolino foi um dos destaques da segunda edição brasileira do The Ultimate Fighter. No time do técnico Rodrigo Minotauro, o carioca não decepcionou e foi passando pelos adversários até chegar à final do programa. Com seu cabelo amarele e uma personalidade super carismática, ele logo foi elevado ao posto de favorito. Mas o atleta foi surpreendido com um triângulo de braço no UFC Fortaleza, perdendo o título de campeão.

Chad Mendes tenta repetir Dillashaw - e conquistar o cinturão dos penas

Apesar do resultado negativo, Patolino assinou com o Ultimate. A primeira derrota na carreira foi importante para o lutador, que seis meses depois voltou ao octógono e venceu Bobby Voelker por decisão unânime no UFC 168, em Vegas. Com uma apresentação muito estratégica, Patolino abusou do seu boxe e teve paciência para ir minando o corpo do rival. No fim, Voelker elogiou a atuação do brasileiro, que terminou com a mão lesionada, de tanto bater.

José Aldo corre para a galera em treino do UFC

Lutando em sua cidade natal, Patolino espera conseguir a sua oitava vitória na carreira. Talento para isso não falta, basta saber se ele conseguirá impor seu ritmo e colocar a segunda derrota no Rio de Janeiro no cartel do norte-americano, já ele ele foi finalizado por Serginho Moraes no UFC 163, em 2013.