Pular para o conteúdo principal

Paulo Borrachinha prevê nocaute no UFC 226 e mira duelo com Top 5

Brasileiro enfrenta Uriah Hall neste sábado (7) em Las Vegas


Embalado por três vitórias por nocaute em suas três primeiras apresentações no Ultimate, Paulo Borrachinha encara neste sábado (7) o maior desafio de sua carreira até hoje, quando enfrenta o jamaicano Uriah Hall no UFC 226, em Las Vegas.
Entretanto, o mineiro de 27 anos, que recentemente passou a integrar o Top 10 da divisão dos médios, garante que está preparado para tudo o que o “Homem-Ambulância” tem a oferecer.
“Mapeamos todo o jogo dele. Sabemos os pontos fortes que ele tem, e a gente vai neutralizar esse jogo dele e impor o nosso pressionando o tempo todo”, disse Borrachinha em conversa com a reportagem do UFC Brasil, “Tenho certeza que, andando para trás, ele vai se perder. Vou colocar golpes duros, contundentes, e ele vai se perder durante a luta. Como sempre faço, vou cercar ele o tempo todo e vai ser mais uma grande vitória”.
Mais UFC 226: Assunção quer "bater o pé" por title-shotDurinho quer revelar novas "cartas na manga" | Motivos para ver | Enquete: Miocic ou Cormier? | Os brasileiros
A confiança é justificada pelo retrospecto para lá de positivo: Borrachinha está invicto na carreira com 11 vitórias, todas por nocaute ou finalização, e com nove delas no primeiro round.
Isso tudo sem que ele ainda tenha mostrado 70% do seu potencial - o que ele acha que também não fará dessa vez.
“Sou um atleta muito completo, tanto em pé, quanto no chão. Quando digo que ainda não me viram nem 70%, é porque todas as lutas terminaram com nocaute, apenas uma finalização, e ninguém conseguiu me derrubar, não conseguiu ver minha luta de solo, e não conseguiu me ver com as costas no chão”, explicou, “Acredito que dessa vez não será diferente”.
Sem sentir a pressão de estar em um dos maiores cards do ano e fazendo seu primeiro combate na capital da luta, Las Vegas, Borrachinha garantiu que vem melhor preparado do que nunca para o duelo deste fim de semana, e que tem certeza de que adicionará mais um nocaute ao seu currículo.
Depois disso, ele acredita que estará a apenas uma luta de uma disputa de cinturão.
“Acredito que uma boa vitória nesse sábado me credencia a lutar com um Top 5”, disse, “O planejamento é vencer agora, fechar o ano com mais uma luta e, no ano que vem, ir em busca do cinturão. Acredito que com mais essa e outra no final do ano, na minha terceira luta já tenho grandes chances de estar buscando o cinturão”.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube