Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Pepey avisa: "Não pisquem, pois pode vir nocaute ou finalização relâmpago"

Brasileiro encara Shane Burgos neste sábado (22), no UFC Long Island


Godofredo Pepey se prepara para fazer neste sábado (22), sua primeira luta em 2017, quando enfrentará Shane Burgos no UFC Long Island.
Mas a longa inatividade do brasileiro, que entrou no octógono pela última vez em setembro do ano passado, não foi algo premeditado, tampouco agradável.
Mais UFC Long Island: Evento especial para Rafael Sapo | Cowboy exala tranquilidade | Conheça os brasileiros do evento | Weidman prevê luta curta | As promessas do evento | Dê seu palpite para a luta principal
Ele estava escalado para competir no UFC Fortaleza, sua cidade natal, em março, mas acabou barrado pela Comissão Atlética Brasileira de MMA devido à uma pequena fratura no nariz.
“Foi um pouco frustrante, porque eu já tinha feito o corte de peso e tudo”, contou em conversa com a reportagem do UFC Brasil, “Fui vetado numa quinta-feira e ia viajar no sábado. Já estava pronto psicologicamente, estava pronto para lutar. Meus fãs também ficaram chateados, porque fui vetado em cima da hora. Mas, tenho para mim que é tudo no tempo de Deus, então tive que esperar. A lesão cicatrizou em uma semana, não foi nada grave”.
Ter ficado de fora do evento, no entanto, não significa que Pepey tenha ficado fora de ação. Treinando normalmente desde o ocorrido, o brasileiro acredita que não sentirá a falta de ritmo quando voltar ao octógono após tantos meses.
“Nada me preocupa, até porque depois de ser vetado do UFC Fortaleza, não fiquei um dia sem treinar”, disse, “Minha preparação segue a mesma e estou bastante preparado em todas as áreas. Estou igual um tanque de guerra, estou bastante confiante”.

E se não pôde lutar em sua cidade, Pepey agora fará o caminho inverso e enfrentará Burgos na cidade natal do americano, algo que não o preocupa.
“Gosto de lutar fora também”, garantiu, “Antes do UFC, já participei de várias competições no jiu-jítsu e no muay thai, eu gosto de conhecer vários lugares. Já fui reconhecido por vários fãs aqui. Vai ser uma satisfação tremenda levar a vitória para eles”.
Considerado uma das boas promessas na divisão dos penas, o “Furacão Shane”, de 26 anos, ostenta um cartel invicto com nove vitórias, duas delas pelo Ultimate.

Em seu combate mais recente, o norte-americano faturou o prêmio de “Performance da Noite” ao surpreender e nocautear Charles Rosa no último mês de abril.
“Ele é um bom lutador, está invicto, mas isso não quer dizer muita coisa para mim, até porque já ganhei prêmios de Performance da Noite sobre caras que estavam invictos também, revelações de suas academias”, disse Pepey, “Nada que ele fizer vai ser novidade para mim. Ele tem um kickboxing tradicional, um muay thai tradicional, gosta de levar a luta na distância. Fiz vários sparrings e procurei me aprofundar contra parceiros de treinos que imitassem o jogo dele, da altura dele, do jeito que ele leva o boxe para frente. No jiu-jítsu, acredito que ele não tem o meu nível. Espero que a galera não pisque, porque pode vir um nocaute relâmpago, uma finalização relâmpago ou uma Luta da Noite, porque estou pronto para a guerra”.
O vencedor do duelo deste sábado deve se aproximar rapidamente do Top 15 de uma das categorias mais equilibradas do UFC. E se a confiança será um diferencial dentro do octógono, Pepey certamente já começou ganhando.
“Estou esperando, depois dessa vitória, entrar para os tops. Estou vindo de quatro vitórias em cinco lutas, e esta vai ser a sexta luta com a quinta vitória”, disse, “Todos estão vendo minha evolução e estão vindo que vim para ficar. Vim para arrancar a cabeça de muita gente nessa categoria. Sei que vou passar por cima. Não restam dúvidas nem para mim, nem para o meu time”.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Baixe o aplicativo do UFC