Pular para o conteúdo principal
Ilia Topuria comemora após a vitória sobre Alexander Volkanovski no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)
Eventos

Resultados Finais | UFC 298: Volkanovski x Topuria

Confira tudo o que rolou no evento do último sábado (17) em Anaheim, nos Estados Unidos

Ilia Topuria se sagrou o novo campeão dos pesos-pena ao nocautear Alexander Volkanovski na luta principal do UFC 298 no último sábado (17), em Anaheim, nos Estados Unidos. Confira todos os resultados do evento abaixo. | Reveja todas as lutas no UFC Fight Pass

Resultados | UFC 298: Volkanovski x Topuria

Card Principal

Card Preliminar

Ilia Topuria nocauteia Alexander Volkanovski no 2º round

Ilia Topuria golpeia Alexander Volkanovski no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Alexander Volkanovski e Ilia Topuria protagonizaram um duelo eletrizante, que culminou com o georgiano-espanhol se tornando o novo campeão do peso-pena na luta principal do UFC 298.

A luta começou estudada e equilibrada. O atual campeão buscava se movimentar de maneira constante e contragolpear com chutes, enquanto o desafiante apostava em encurtar a distância e conectar os cruzados após encurralar o rival na grade. 

No 2º round, Topuria encaixou melhor a distância, esquivando da maior parte dos golpes em linha lançados por Volkanovski e contragolpeando com precisão. O desfecho do duelo ocorreu após o desafiante encurralar o australiano próximo da grade e conectar um cruzado certeiro para encerrar a disputa.

Com o triunfo, Ilia Topuria amplia sua invencibilidade em 15 lutas e se torna o 5° campeão incontestável da história do peso-pena, juntando-se a José Aldo, Conor McGregor, Max Holloway e  Alexander Volkanovski.


Robert Whittaker vence Paulo Borrachinha por decisão unânime

Robert Whittaker golpeia Paulo Borrachinha no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Este foi exatamente o tipo de luta que todos esperavam ver entre Borrachinha e Whittaker: um duelo equilibrado, empolgante e definido nos mínimos detalhes pela divisão dos médios, que marcou a luta co-principal da noite no UFC 298. 

O australiano começou melhor no combate, dominando o centro do Octógono e neutralizando a aproximação do brasileiro com os chutes na panturrilha. No entanto, já no minuto final do round inicial, Borrachinha balançou Whittaker com uma sequência de socos e chutes e por pouco não definiu o combate via nocaute.

A partir do 2° round a luta se intensificou e o equilíbrio ficou ainda mais evidente. Whittaker foi superior e prevaleceu por conta do maior volume de golpes e ritmo dentro do Octógono, vencendo na decisão unânime dos juízes.

Com o triunfo em Anaheim, o ex-campeão do peso-médio se recuperou da derrota sofrida para Dricus du Plessis e voltou a corrida pelo título da divisão até 83,9 Kg.

Ian Machado Garry vence Geoff Neal por decisão dividida

Ian Machado Garry golpeia Geoff Neal no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Com desempenho estratégico, Ian Machado Garry conquistou a maior vitória na carreira ao superar Geoff Neal na decisão dividida dos juízes. 

O combate começou com bastante estudo e pouca interatividade entre os lutadores, com ambos buscando colocar suas estratégias dentro do Octógono. Garry apostava na manutenção da distância, socos em linha e chute na cintura, alternando em algumas ocasiões na cabeça com o intuito de ludibriar o rival, enquanto Neal tentava encurtar e conectar os cruzados poderosos. 

Em um contexto geral, o irlandês levou a melhor, estabilizando a distância e conectando o maior volume de golpes, além de mostrar frieza quando era pressionado pelo norte-americano.

Com a vitória no card principal do UFC 298, o representante de Chute Boxe Diego Lima manteve sua invencibilidade em 13 lutas, sendo a sétima dentro do Octógono.


Merab Dvalishvili vence Henry Cejudo por decisão unânime

Merab Dvalishvili golpeia Henry Cejudo no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Em duelo eletrizante e movimentado no card principal do UFC 298, Merab Dvalishvili superou o ex-campeão Henry Cejudo por pontos. 

Cejudo começou melhor na luta, pressionando o georgiano, controlando a distância com a postura de karateca e estabilizando o rival no solo. A partir do 2° round, no entanto, a resiliência e resistência de Dvalishvili começaram a fazer a diferença. “The Machine” aplicou quedas plásticas, controlou no clinch e conectou o maior volume de golpes, virando o duelo e vencendo de maneira unânime na opinião dos juízes.

Com o resultado positivo na noite em Anaheim, Merab superou o recorde de Aljamain Sterling e conquistou a maior sequência de vitórias da história do peso-galo no UFC (10).

Anthony Hernandez finaliza Roman Kopylov no 2º round

Anthony Hernandez finaliza Roman Kopylov com um mata-leão no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Na abertura do card principal do UFC 298, Anthony Hernandez apresentou versatilidade dentro do Octógono para superar Roman Kopylov por finalização. 

O diferencial do duelo foi a consistência e ritmo imposto por Hernandez no clinch e também no solo. O norte-americano aproveitou a velocidade superior para trabalhar os golpes em linha, colocar o rival na grade, derrubar e buscar a finalização. A submissão veio no 2° round após Hernandez pegar as costas do russo e encerrar o combate com um mata-leão justo.

Esta foi a terceira vitória seguida pela via rápida de Anthony Hernandez e a quinta consecutiva dentro do Octógono, defendendo sua 15° colocação no peso-médio.

Amanda Lemos vence Mackenzie Dern por decisão unânime

Amanda Lemos golpeia Mackenzie Dern no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Cooper Neill/Zuffa LLC via Getty Images)

Em duelo verde e amarelo, Amanda Lemos e Mackenzie Dern protagonizaram uma luta eletrizante no card preliminar do UFC 298.

Amanda começou afiada, estabilizando o controle da distância e conectando os golpes mais poderosos. No entanto, Mackenzie apresentou frieza para esquivar de um cruzado e mudar a luta de nível, resistindo ao ímpeto inicial imposto pela rival. 

Na sequência, Amanda encontrou melhor as brechas oferecidas pela adversária e conectou um ótimo direto, que por pouco não forçou a interrupção do árbitro após ground and pound avassalador. No round final, a campeã mundial de jiu-jítsu voltou melhor e surpreendeu a compatriota com um overhand, aproveitou para ficar por cima e golpear, mas não foi o suficiente para virar o duelo por pontos. 

Com o triunfo na decisão unânime dos juízes, Amanda Lemos se recuperou de sua última derrota no Octógono diante da atual campeã da categoria Zhang Weili e retomou ao caminho da vitória.

Marcos Rogério "Pezão" nocauteia Junior Tafa no 2º round

Marcos Rogério de Lima golpeia Junior Tafa no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Marcos Rogério "Pezão" apresentou paciência e eficiência ao vencer Junior Tafa por nocaute técnico no 2° round.  

 Pezão começou a luta de maneira inteligente, dominando o centro do Octógono e forçando a troca de postura do rival com os chutes potentes na panturrilha. O brasileiro ainda levou o duelo para o solo e estabilizou a posição de superioridade. No round seguinte, Marcos manteve a estratégia e aproveitou a perna lesionada de Tafa, aplicou um knockdown com mais um chute e encerrou o duelo após alguns socos no chão.

Com o resultado positivo no UFC 298, o peso-pesado chegou a três vitórias nas últimas quatro lutas e defendeu sua 15ª colocação na divisão até 120,2 Kg.


Rinya Nakamura vence Carlos Vera por decisão unânime

Rinya Najamura golpeia Carlos Vera no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

De maneira imponente, Rinya Nakamura dominou Carlos Vera durante todo o combate e manteve sua invencibilidade em nove lutas na carreira.

O japonês de apenas 28 anos apresentou maior velocidade e versatilidade no solo para dominar os 15 minutos de luta, conectando o maior volume de golpes e estabilizando o rival com as costas coladas no chão, além de buscar alguns estrangulamentos no decorrer do embate e escapar de todas as tentativas de finalização lançadas pelo rival equatoriano. Apesar de não ter finalizado o confronto, o peso-galo venceu todos os três rounds da luta na opinião dos juízes.

Com mais uma vitória dentro do Octógono, Nakamura chegou ao seu segundo triunfo dentro do Ultimate.

Zhang Minyang nocauteia Brendson Ribeiro no 1º round

Zhang Mingyang comemora após a vitória sobre Brendson Ribeiro no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Zhang Mingyang aplicou um poderoso cruzado e nocauteou Brendson Ribeiro em duelo de estreantes no card preliminar.

O brasileiro revelado pelo Dana White's Contender Series até começou melhor na luta, dominando o centro do Octógono e conectando os golpes em linha de maneira mais contundente. No entanto, o chinês encontrou espaço na aproximação do rival e no contragolpe conectou um cruzado poderoso, forçando a interrupção do árbitro. 

Com o resultado positivo em sua estreia dentro do Octógono, Mingyang chegou ao seu décimo triunfo consecutivo na carreira, sendo todos por nocaute ainda no round inicial.

Danny Barlow nocauteia Josh Quinlan no 3º round

Danny Barlow golpeia Josh Quinlan no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Em mais uma estreia com resultado positivo na noite em Anaheim, Danny Barlow chegou ao UFC vencendo Josh Quinlan por nocaute técnico após quebrar seu braço no round inicial. 

Barlow começou afiado em sua primeira apresentação dentro do Octógono, estabilizando a distância com o jab e conectando os golpes mais poderosos com o direto. Conforme a luta progrediu, o estreante cresceu ainda mais de rendimento, movimentou melhor os pés e a cabeça, além de acertar algumas joelhadas de encontro. O desfecho do duelo aconteceu após um soco reto no contragolpe, garantindo uma vitória tranquila por nocaute técnico no 3º round.
 
Revelado na última temporada do Dana White's Contender Series, Barlow manteve sua invencibilidade em oito lutas com a vitória nesta noite.

Oban Elliott vence Val Woodburn por decisão unânime

Oban Elliott golpeia Val Woodburn no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Chris Unger/Zuffa LLC)

Em sua estreia dentro do Octógono, Oban Elliott superou o ímpeto inicial de Val Woodburn e venceu o duelo por pontos e de maneira unânime.
 
Woodburn começou melhor na luta, conectando uma ótima sequência de cruzados que balançou o rival. No entanto, Elliott conseguiu manter a frieza dentro do duelo e levou o embate para o solo, trabalhando de maneira eficiente as transições no chão e ground and pound.

Nos rounds seguintes, o galês manteve a distância com os golpes em linha, derrubou o jamaicano e se estabilizou nas costas do rival, na meia-guarda e também na montada, evitando qualquer perigo semelhante ao do minuto inicial.

Com a vitória no card preliminar do UFC 298, Elliott chegou ao seu sexto triunfo em sequência na carreira.

Miranda Maverick vence Andrea Lee por decisão unânime

Miranda Maverick golpeia Andrea Lee no UFC 298, em fevereiro de 2024 (Sean M. Haffey/Getty Images)

Na luta que abriu o card do UFC 298, Miranda Maverick apresentou maior poder e volume nos golpes para superar Andrea Lee na decisão unânime dos juízes.

O duelo começou com equilíbrio técnico e bastante estudo entre as lutadoras, ambas buscavam dominar a distância e aplicar a estratégia correta. Durante os três rounds, Maverick tomou o centro do Octógono, trabalhou de maneira mais eficiente os socos em linha e imprimiu um ritmo mais contundente quando o combate foi para solo, conectando o maior volume de golpes e mantendo maior tempo de domínio posicional no chão.

Com o resultado positivo na noite em Anaheim, Miranda Maverick somou sua segunda vitória consecutiva e venceu sua primeira adversária dentro do ranking. Andrea Lee ocupava a 15° colocação na divisão até 56,7Kg.

UFC 298: Volkanovski x Topuria foi um evento realizado em 17 de fevereiro de 2024. Confira aqui a cobertura completa e reveja todas as lutas no UFC Fight Pass.

News and announcements

View all