Pular para o conteúdo principal

Ronaldo Jacaré sobre luta contra Yoel Romero no UFC 194: "Ele vai se complicar"

Invictos no octógono, brasileiro e cubano se enfrentam no dia 12 de dezembro
 

Ronaldo Jacaré sabe que não terá vida fácil contra Yoel Romero, no dia 12 de dezembro, no UFC 194. Os dois lutadores estão invictos no Ultimate, mas o cubano leva uma pequena vantagem numérica, com seis vitórias seguidas, contra cinco do brasileiro. Mas nada que tire o sono do peso-médio, que esbanja confiança para o combate e garante estar pronto para derrotá-lo.
"O Romero é o cara mais forte da categoria, mas ele vai bater de frente comigo e vai se complicar. Vamos ver se a força dele dura 15 minutos. Meus treinos já estão mais intensos e estou fazendo a transição da parte física para a técnica, estou indo bem, posso te dizer isso. Estou pronto para vencer e preparado para qualquer coisa, qualquer adversidade. Tenho respeito pelo meu adversário que é um cara duro, mas vou vencer e pegar a minha chance. Tenho feito um treinamento diferenciado porque o Romero é um cara canhoto, bem forte e estou treinando com sparrings bem fortes. Está sendo muito duro, porque sei que não vai ter moleza do outro lado", declarou em entrevista ao portal AgFight.

Assine o Canal Combate | Ingressos à venda para o UFC SP
O combate também colocará frente a frente dois especialistas na luta de chão. De um lado, Ronaldo Jacaré ostenta cinco títulos mundiais de jiu-jitsu. Do outro, Romero, dono de uma medalha de prata no wrestlin no conquistada nas Olímpiadas de Sydney, em 2000.
"Apesar de ele ser um wrestler, tenho a minha parte de quedas também, muitas pessoas podem não botar fé, mas eu derrubo bem, já lutei contra caras duros do wrestling. Lembro quando lutei contra o Robbie Lawler, consegui aplicar boas quedas, então não se surpreendam se eu derrubar o Romero, porque no MMA tudo muda", declarou o brasileiro, que em seguida completou.

"Acredito que ele vai tentar a queda, mas ficar comigo durante muito tempo no chão não é legal para ninguém. Talvez ele entre com a estratégia de me derrubar, bater um pouco e voltar de pé para ganhar pontos, acredito nisso também. Não acho que ninguém fará uma luta segura, para mim os dois vão entrar com tudo para vencer e o coro vai comer", finalizou.

Visite a UFC Store

Baixe o aplicativo do UFC