Pular para o conteúdo principal

Ronda exalta brasileiros, fala da pressão de ser campeã e diz que quer ser a melhor

Norte-americana enfrenta Bethe Correia na noite deste sábado no UFC 190, no Rio de Janeiro

O nome de Ronda Rousey é referência quando o assunto é campeões dominantes dentro do UFC. Mais do que isso, a norte-americana se tornou uma das principais atletas do planeta, sendo referência no seu esporte e participando de badalados filmes de ações em Hollywood. Neste sábado, Ronda terá mais um desafio em sua carreira: ela enfrenta a brasileira Bethe Correia no UFC 190, no Rio de Janeiro. 
- Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC
"Estou agradavelmente surpreendida com a recepção calorosa e o apoio que recebi", disse ela sobre os brasileiros. Na quarta-feira, centenas de fãs lotaram o treino aberto, na praia do Pepê, e alguns até choraram quando encontraram com a campeã dos galos.

Em sua busca pela excelência dentro e fora do octógono, a atleta com onze vitórias consecutivas batalha para ser considerada uma das melhores de todos os tempos. Além dos prêmios, Ronda já ganhou reconhecimento de outros grandes atletas e vai conseguindo se tornar conhecida até para quem não gosta muito de esportes de combate.

"Espero ser considerada uma das melhores atletas que já existiu. Quero ser completamente dominante na minha carreira e aposentar invicta", disse ela.

Neste sábado, o desafio é contra uma rival que ela já considerou ter um problema pessoal. E Ronda Rousey sabe que a brasileira entrará tranquila para fazer seu trabalho dentro do octógono. "A pressão está toda em mim, tenho muito a perder. Acredito que é por isso que me elevo a cada luta", disse a campeã.
Leia também:
Irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro projetam lutas no UFC 190
Finalistas do TUF Brasil comemoram lutas junto a lendas no UFC 190
Os cinco melhores nocautes de lutadores que estarão em ação no UFC 190