Pular para o conteúdo principal
Entrevistas

Serginho Moraes: “A maioria dos grapplers que enfrento se tornam strikers”

Brasileiro mede forças com Anthony Rocco Martin no UFC Wichita

No último mês de setembro, Serginho Moraes quebrou um jejum de cinco anos sem finalizar no Octógono, quando venceu Ben Saunders em sua cidade natal, São Paulo, “quitando uma dívida pessoal”.

"Eu prometi que da próxima vez que voltasse a São Paulo ia finalizar, e deu tudo certo”, disse o lutador em conversa com a reportagem do UFC Brasil, “Era um cara que nunca tinha batido, então (a promessa) foi paga com juros de correção monetária".

Mais UFC WichitaOs brasileiros no evento | Elizeu Capoeira: em números | Cinco perguntas para Derrick Lewis

A luta principal do UFC Wichita, dia 9 de março, será entre o ex-campeão Junior Cigano e  Derrick Lewis, que juntos somam 32 nocautes em suas carreiras.

Brasil

Após a vitória, Serginho esperava que seu forte currículo na divisão dos meio-médios (oito vitórias, um empate e uma derrota - para o atual campeão Kamaru Usman), lhe rendesse a oportunidade de entrar no Top 15 da categoria, ou ao menos um adversário que estivesse ranqueado.

Mas o nome escolhido para encarar o faixa-preta no UFC Wichita, neste sábado, foi o de Anthony Rocco Martin, norte-americano que também postula vaga entre os 15 melhores da divisão após um 2018 com três vitórias em três lutas.

"A gente fica meio sem saber o que fazer, porque não sabe quem pontua esse ranking e como chegar lá”, desabafou Serginho, “Minha única derrota (na categoria) foi para o atual campeão, então acho que o segredo é continuar no caminho das vitórias".

"Ele é um cara do chão, mas provavelmente vai querer fazer a luta em pé. A maioria dos grapplers que eu acabo enfrentando, se tornam strikers”, continuou o brasileiro, falando sobre seu oponente deste final de semana, “Vou me manter atento na parte em pé, acho que ele vai querer fazer aquele jogo de pontuação, vamos ver o que vai acontecer".

LAS VEGAS, NEVADA - DECEMBER 10:  Sergio Moraes celebrates his win over Omari Akhmedov in their welterweight bout during the UFC Fight Night event at The Chelsea at the Cosmopolitan of Las Vegas on December 10, 2015 in Las Vegas, Nevada.  (Photo by Brando

Caso consiga sair do Octógono com o braço erguido mais uma vez e somar seu nono triunfo em 11 lutas na divisão até 77kgs, Serginho já tem um nome na ponta da língua para desafiar.

"Gosto do Michael Chiesa", disse, "Para mim, seria mais uma motivação, até mesmo por ele ter lutado com o (Francisco) Massaranduba e ter vencido meu companheiro de equipe, então teria aquele gosto de honrar a equipe, honrar meu amigo, então seria interessante".

O UFC Wichita será transmitido ao vivo e com exclusividade pelo Canal Combate, a partir das 19h (horário de Brasília).

Assine o combate | Siga o UFC Brasil no Youtube