Pular para o conteúdo principal

Shogun, Lineker e Feijão em destaque no UFC Uberlândia

Evento acontece dia 8 de novembro, na Arena Sabiazinho

 
 Três brasileiros encabeçam o UFC Uberlândia, evento que acontece dia 8 de novembro, na Arena Sabiazinho. Mauricio Shogun, Rafael Feijão e John Lineker atualmente estão em caminhos distintos pela organização, mas almejam os mesmos objetivos: sair do octógono vencedor em mais um evento no País. Os ingressos podem ser adquiridos neste link a partir de quarta-feira (24), às 10h.

Abaixo, refrescamos a memória dos mais distraídos com um resumo da situação recente de cada um.

Maurício Shogun
O ex-campeão meio-pesado tem alternado altos e baixos desde a perda do cinturão, para Jon Jones, em 2011. Após ser finalizado por Chael Sonnen em agosto de 2013, o paranaense se recuperou com um nocautaço contra James Te Huna, em dezembro.

Neste ano, Shogun fez esperada revanche contra o casca-grossa Dan Henderson, no UFC Natal. Mais tático do que de costume, o brasileiro domou o ritmo desde o começo e conseguiu dois knockdowns.

Mas o norte-americano mais uma vez colocou as famosas ‘bombas’ de direita para funcionar. Henderson fintou um clinch e acertou em cheio o rosto de Shogun. Nocaute sofrido e nariz quebrado para o brasileiro.

Em Uberlândia, Shogun terá pela frente Jimi Manuwa. O britânico de origem nigeriana começou bem no UFC e engatou três vitórias consecutivas. Mas acabou derrotado pelo sueco Alexandre Gustafsson na atuação mais recente. Com forte background no kickboxing, a promessa de trocas mais francas de golpes é mais que concreta. 

Em miúdos: Duelo striker x striker que ganha em importância por ser grande chance para Shogun retomar o caminho das vitórias e começar a enterrar o fantasma da irregularidade.

John Lineker

O ‘Mãos de Pedra’ não carrega tal apelido à toa. Golpeador incisivo, é umas das grandes esperanças brasileiras no peso mosca. Após começo com derrota no UFC (para Louis Gaudinot), o paranaense engatou quatro vitórias consecutivas, até ser detido por Ali Bagautinov, no UFC 169.

Lineker voltou ao páreo entre as cabeças da divisão após nocautear Alptekin Ozkilic na atuação mais recente, em julho deste ano. Em Uberlândia, terá pedreira pela frente: o versátil Ian McCall, que já disputou o cinturão da divisão e vem de duas vitórias consecutivas.

Em miúdos: Teste cabal para Lineker provar que chegou a hora de tentar o cinturão dos moscas. Brigador por natureza, o brasileiro vai precisar de técnicas precisas - como as boas sequências de boxe características - para deter o estilo 'fio desencapado' de McCall. 

Rafael Feijão
O paulista radicado no Rio de Janeiro foi campeão do Strikeforce e ainda busca sedimentar o nome entre os meio-pesados no UFC. Parceiro de treinos de nomes como Anderson Silva e irmãos Nogueira, Feijão tem estilo explosivo e em pleno amadurecimento para o Ultimate.

Em Uberlândia, terá Ovince St.Preux como adversário. Ex-jogador de futebol americano, o norte-americano tem jogo baseado na potência física, e a colisão com o padrão híbrido do brasileiro promete faíscas.

Em miúdos: Na época de Strikeforce, Feijão administrava melhor os desafios contra wreslters mais ortodoxos. No último combate pelo UFC, sofreu com o volume de luta de Ryan Bader. Ovince St.Preux vai bem no jogo de abafa, mas ainda mostra diversas brechas que podem ser bem aproveitadas pelo paulista.