Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Stephen Thompson nem cogita novo empate: "Sairei com a vitória"

Lutador criticou o próprio desempenho no duelo realizado em novembro de 2016, que acabou com empate majoritário


Stephen Thompson está "mordido". Desafiante ao título dos meio-médios, ele faz no sábado, dia 4, a revanche contra Tyron Woodley na luta principal do UFC 209, em Las Vegas (EUA). E não espera nada além do que a vitória.
Em entrevista ao Combate.com, Thompson lamentou o próprio desempenho no primeiro duelo contra Woodley, em novembro passado. A luta terminou com empate majoritário na decisão dos juízes.
Leia mais: Thompson sem pressão | Woodley e Thompson discutem revanche | Cinco motivos para não perder o UFC 209
"O que vocês viram naquela primeira luta foi metade das minhas armas. Eu não soltei metade dos golpes que estou acostumado. Eu não estava mudando os ângulos, soltando a mão, trabalhando a movimentação, então voltei para a academia para me certificar de que vou fazer tudo isso no sábado. Minha mente está ótima", disse Thompson, que não quer dar qualquer margem para uma nova igualdade. "Meu objetivo é não deixar nas mãos dos juízes. Sei que ele (Woodley) é o campeão dos meio-médios e que está lá por uma razão, mas vou me divertir e sei que sairei com a vitória."
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC
Além de falar sobre suas chances no UFC 209, Thompson também celebrou o retorno de seu ex-parceiro de treinos, Georges St-Pierre, ao Ultimate. "Temos uma ótima relação. GSP foi minha inspiração quando fiz a transição do kickboxing para as artes marciais mistas. Ele talvez seja o melhor meio-médio de todos os tempos. Estou feliz por ele. Mal posso esperar para vê-lo de volta."