Pular para o conteúdo principal

Superluta? McGregor e Dillashaw imaginam como seria confronto entre eles

Campeões em categorias distintas analisaram combate hipotético


As superlutas entre campeões de categorias distintas são um dos tópicos mais instigantes do MMA. Foram poucos os atletas que conseguiram cinturões em duas divisões, e agora os fãs podem imaginar mais um confronto entre os melhores em seus pesos. Isso porque TJ Dillashaw e Conor McGregor discutiram como seria um confronto entre eles em entrevista ao UFC.
Dono do título dos pesos-galos desde maio de 2014, Dillashaw se mostrou disposto a enfrentar o campeão interino do peso-pena.

Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC

"O primeiro motivo pelo qual eu quero enfrentá-lo é porque ele é um grande nome, e isso vai me dar ainda mais destaque. Ele é um grande lutador. E o fato de que ele venceu o (Chad) Mendes. Isso não cai bem para mim. Eu gostaria de ter essa vitória para nós", disse o norte-americano, comparando seu jogo com o do irlandês.

"Sinto que a minha trocação é mais dinâmica. Ele gosta de ficar parado na sua frente para acertar seus chutes cinematográficos, manter a distância e a guarda baixa. Sinto que sou um atleta mais rápido, que acerta com bons ângulos e, obviamente, tenho o wrestling. O Mendes mostrou grandes brechas no jogo dele, e o Conor não conseguia tirar as costas do chão", afirmou.

Se Dillashaw ficou animado, McGregor já parece não ter gostado tanto da história. O peso-pena reforçou seu desejo de subir ao peso-leve, e disse que é muito forte para o peso-galo.

Ingressos à venda para o UFC São Paulo

"Ele é pequeno demais. Qualquer golpe meu o deixaria aleijado. Eu destruiria a vida dele. Então acho que ele realmente não é um problema. Eu dou risada dos números dele, que são muito baixos. Se eu fosse capaz de baixar ao peso-galo para pegar aquele cinturão, então tudo bem, mas eu prefiro ir atrás do cinturão dos leves", declarou McGregor, já pensando em Dillashaw ou Urijah Faber, ex-parceiro de treinos do campeão, como substitutos para José Aldo no UFC 194.

"O Urijah também quer essa luta. Os dois querem, e eu não os culpo. Eu posso mudar sua vida, posso deixar toda a sua família rica. Mas agora eu tenho outros negócios, então vou deixar que eles brinquem. Se o José (Aldo) for afastado da luta, e ele é conhecido por fazer isso, o Urijah e o TJ podem vender essa luta. O Frankie (Edgar) provavelmente é o próximo, ou o Chad. Muitos querem essa luta, mas eu estou cuidando de negócios mais importantes", afirmou. 

Visite a UFC Store
Baixe o aplicativo do UFC