Pular para o conteúdo principal

Thales Leites e Evan Dunham se despedem sem arrependimentos no UFC SP

Atletas fazem últimas lutas de suas carreiras neste final de semana


Se por um lado sete novos atletas farão suas estreias no Octógono neste sábado (22), no UFC São Paulo, dois estarão se despedindo do MMA no evento.
Um deles é o peso-médio Thales Leites, que fará a última luta de sua carreira contra Hector Lombard no Ginásio do Ibirapuera e não tem dúvidas sobre estar tomando a decisão correta.
“Já estou com 37 anos, não sou nenhum garoto, e além disso estou indo para minha 37ª luta profissional”, disse, “O treino é muito aguerrido, a perda de peso é muito invasiva, e eu já estou fazendo isso há 15 anos”
“Meu corpo já está sentindo os efeitos disso, a perda de peso 37 vezes, o camp, que é muito pior que a luta em si, então acho que é a hora certa”, continuou, “Vou me manter nas artes marciais, no jiu-jítsu, treinando, dando aula e competindo, mas acho que no MMA é o momento de parar, para acabar com saúde”.
Mais UFC SP: Lutadores paulistas ansiososTreino Aberto | Marreta, KLB e a mudança de peso | A nova geração | Luta a Luta | Ingressos à venda | Card completo
O duelo deste final de semana será o capítulo final de uma carreira com duas passagens pelo UFC, disputa de cinturão com Anderson Silva, uma virada memorável contra Tim Boetsch, combates contra nomes como Nate Marquardt, Michael Bisping, Gegard Mousasi, entre muitos outros. E nenhum arrependimento.
“Estou muito satisfeito com a minha história”, disse, “É lógico que a gente sempre almeja ter alcançado mais, mas estar aqui há tanto tempo, essa é minha 21ª luta dentro do UFC, e sou muito grato por isso”.
Quem também dará seu adeus ao Octógono em São Paulo é o norte-americano Evan Dunham, que tem sido, há quase uma década, um dos mais relevantes nomes de uma das mais talentosas categorias da organização, o peso-leve.
Prestes a fazer sua última luta contra Francisco Massaranduba, ele também mostra confiança na decisão, e se contenta pelo fato de ser o único responsável por ela.
“Lutar tem sido uma paixão minha há muitos, muitos, muitos anos e sempre será. Mas você precisa ser inteligente sobre seu plano de saída”, disse, “É isso que estou tentando fazer. Estou saindo nos meus termos e nos de mais ninguém. Não há como explicar de um jeito simples, mas estou pronto”.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube