Pular para o conteúdo principal

Thiago Marreta nocaueia Eryk Anders em luta espetacular no UFC SP

Brasileiro triunfou na luta principal do evento


A luta principal do UFC São Paulo sofreu diversas mudanças às vésperas do evento, mas acabou transcorrendo de forma espetacular. Thiago Marreta foi brutal em sua estreia nos meio-pesados, e nocauteou Eryk Anders no terceiro assalto na última atração do evento.
Mais UFC SP: Minotouro nocauteia AlveyCharles do Bronx quebra recorde
O brasileiro lançou todos seus golpes mirando o desfecho do duelo desde o início, enquanto Anders golpeava para encurtar a distância e buscar a queda. O norte-americano mostrou muita raça e suportou o castigo do brasileiro até onde foi possível; no entanto, no terceiro round, com os atletas já bastante desgastados, Anders entrou nas pernas de Thiago, que aproveitou a chance para desferir uma série de cotoveladas.
O assalto chegou ao fim, mas Eryk não conseguiu se levantar para ir ao seu corner, e o árbitro Marc Goddard encerrou corretamente o embate, decretando vitória de Marreta.
Alex Cowboy atropela Carlo Pedersoli
Durou apenas 39 segundos a luta co-principal do UFC São Paulo. Alex Cowboy foi impecável contra Carlo Pedersoli, que substituiu Neil Magny no duelo contra o brasileiro, aproveitou um contra-ataque para conectar um duro golpe de direita no oponente e não deu espaços para a recuperação, definindo o confronto no ground and pound.
Confira todos os resultados:
Thiago Santos venceu Eryk Anders por nocaute técnico ao final do 3º round;
Alex Oliveira venceu Carlo Pedersoli por nocaute aos 39s do 1º round;
Andre Ewell venceu Renan Barão por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);
Randa Markos e Marina Rodriguez teve decisão de empate majoritário (29-28, 28-28, 28-28);
Charles Oliveira venceu Christos Giagos por finalização (mata-leão) aos 3m22s do 2º round;
Francisco Trinaldo venceu Evan Dunham por nocaute aos 4m10s do 2º round;
Ryan Spann venceu Luis Henrique por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);
Augusto Sakai venceu Chase Sherman por nocaute técnico aos 4m03s do 3º round;
Sergio Moraes venceu Ben Saunders por finalização (katagatame) aos 4m42s do 2º round;
Mayra Bueno Silva venceu Gillian Robertson por finalização (chave de braço) aos 4m55s do 1º round;
Thales Leites venceu Hector Lombard por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);
Elizeu Zaleski dos Santos venceu Luigi Vendramini por nocaute a 1m20s do 2º round;
Livinha Souza venceu Alex Chambers por finalização (guilhotina) a 1m21s do 1º round.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube