Pular para o conteúdo principal

Top 10 – Os lutadores de 2014

Veja quem integra o top 10 dos melhores lutadores de 2014...

Antes do fim do ano, apresentamos um top 10 dos melhores lutadores do UFC em 2014. Será que o seu favorito está aqui? Continue lendo para descobrir.

10 – Neil Magny
Membro do criticado elenco do The Ultimate Fighter 16, Neil Magny cimentou seu lugar entre os meio-médios, em 2014, com uma sequência que o igualou a Roger Huerta. Os dois são os lutadores que mais venceram no UFC dentro de um ano (5 vezez). Magny despachou Gasan Umalatov, Tim Means, Rodrigo de Lima, Alex Garcia e William Patolino. Próxima parada? Top 10.

9 – Max Holloway
Talvez o participante com menos alarde nesta lista, Max Holloway, a jovem arma havaiana, teve seu braço levantado quatro vezes em 2014 e ganhou todas as lutas que fez. Mas o mais notável é que o atleta de 23 anos acabou com todos os seus oponentes, finalizando Andre Fili e nocauteando Will Chope, Clay Collard e Akira Corassani. E isso é impressionante.

8 – Rafael dos Anjos
O ano de 2014 não poderia ter começado pior para Rafael dos Anjos, que foi anulado por Khabib Nurmagomedov em um duelo no mês de abril. Mas o talentoso casca-grossa brasileiro se recuperou de maneira enfática nas três lutas seguintes, nocauteando Jason High e o ex-campeão mundial Ben Henderson, antes de terminar o melhor ano de sua carreira dando um verdadeiro baile em Nate Diaz, em dezembro.

7 – Fabrício Werdum
O retorno de Fabrício Werdum ao topo após uma primeira passagem decepcionante pelo UFC não foi tão dramático como o de Robbie Lawler, mas foi tão significativo quanto, e em 2014, Werdum conseguiu uma vitória dominando Travis Browne por cinco rounds, além de nocautear Mark Hunt em novembro, o que lhe rendeu o título interino dos pesos-pesados do UFC. Em 2015, Werdum pode chegar ao primeiro lugar desta lista caso ele consiga derrubar Cain Velasquez.

6 – Luke Rockhold
Ex-campeão dos médios do Strikeforce, Luke Rockhold teve um começo difícil em sua carreira no UFC, quando foi nocauteado por Vitor Belfort no primeiro round, em 2013. Mas, desde então, Rockhold fez sua campanha para uma revanche contra “O Fenômeno” da melhor maneira possível – vencendo. Em 2014, Rockhold conseguiu suas três primeiras vitórias no octógono, nocauteando Costas Philippou e finalizando Tim Boetsch e Michael Bisping.

5 – Rory MacDonald
Em 2013, o altamente elogiado fenômeno meio-médio Rory MacDonald perdeu uma possível chance ao título da categoria quando saiu derrotado por decisão para Robbie Lawler. Em resposta, o canadense deu a volta por cima conseguindo uma “Luta da Noite” na vitória contra Demian Maia em fevereiro, mandando Tyron Woodley para o hospital dentro de seu próprio quintal, na Columbia Britânica, em junho, além de terminar o ano nocauteando Tarec Saffiedine, em outubro. Agora ele está batendo na porta novamente pedindo mais uma chance pelo cinturão, e desta vez ninguém duvida que ele está pronto para isso.

4 – Donald Cerrone
Claro que Donald Cerrone teve um começo lento e deixou a desejar em algumas de suas lutas mais importantes, mas em 2014, estaríamos sendo ousados em dizer que o “Cowboy” amadureceu? Quatro vitórias em quatro lutas, com três finalizações e três bônus pós-luta, colocam os holofotes sobre o peso-leve, especialmente quando essas vitórias foram contra Adriano Martins, Edson Barboza, Jim Miller e Eddie Alvarez.

3 – T.J. Dillashaw
A vitória por decisão de T.J. sobre Mike Easton, em janeiro, foi bastante impressionante, mas seu nocaute sobre Renan Barão em maio, para conquistar o título dos pesos-galos do UFC, atingiu um patamar completamente diferente. Barão, que entrou no UFC 173 com uma série invicta de 35 lutas, estava começando a atingir o status de invencível dentro do octógono, mas Dillashaw colocou tudo isso de lado com uma atuação fantástica do início ao fim. Foi uma performance tão dominante que você quase esquece que o novo campeão dos galos terminou o ano com mais uma vitória, nocauteando Joe Soto em agosto.

2 – Ronda Rousey
Em duas lutas contra oponentes de nível mundial, Ronda Rousey ficou apenas 82 segundos no octógono em 2014. Como “Rowdy” Ronda não poderia estar no topo da lista? Contudo, o que é mais impressionante nas vitórias da campeã peso-galo do UFC sobre Sara McMann e Alexis Davis é que ela terminou sem utilizar sua marca registradam, o armlock, mas nocauteando as duas lutadoras no primeiro round. “Rowdy” Ronda é assustadora, especialmente porque ela parece estar melhor a cada luta.

1 – Robbie Lawler
Se você acompanha MMA por um tempo, vamos dizer que antes de Griffin-Bonnar I, em 2005, ver Robbie Lawler ganhar o título dos meio-médios do UFC foi um daqueles momentos em que você colocou de lado qualquer objetividade e sorriu. Lawler já foi o garoto-propaganda da emoção em uma noite de luta, o cara que fez você deixar de lado qualquer plano para ver ele colocar as luvas. Em seguida, ele se tornou o garoto-propaganda do potencial não aproveitado. Mas a partir de 2013, e terminando em 2014 com uma campanha onde ele venceu Johny Hendricks, Jake Ellenberger e Matt Brown, Lawler é agora o cara que você olha quando quer dar um exemplo a alguém sobre o poder da perseverança. “Ruthless” pode continuar a reinar por seis anos ou seis meses, e isso realmente não importa, porque 2014 será para sempre o ano de sua vida como lutador e ele nunca esquecerá dele. E nem nós.

MENÇÕES HONROSAS - Charles Oliveira, Kelvin Gastelum, Jorge Masvidal, Tony Ferguson, Matt Mitrione, Iuri Alcântara, Daniel Cormier, Conor McGregor, Anthony JohnsonJosé Aldo