Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Travis Browne revela rixa: "Nunca conheci alguém que gostasse do Werdum"

Pesados fazem revanche no card principal do UFC 2013, neste sábado


Há dois meses, Travis Browne enfrentou Cain Velasquez no UFC 200, e saiu derrotado por nocaute técnico no primeiro round. Neste sábado (10), o havaiano encara outro ex-campeão, quando faz revanche com Fabricio Werdum no UFC 203.

Browne entrou no card há um mês, substituindo o lesionado Ben Rothwell. Em conversa com a reportagem do UFC Brasil, "Happa" explicou a decisão de aceitar um duelo importante com pouca antecedência, e tão pouco tempo depois de sua última luta.

"Tenho uma derrota para o Werdum, e é algo que eu queria vingar desde 2014. Essa é uma grande oportunidade. Sinto que ainda estou em forma por conta da minha última luta, então fui com tudo".

Pelo modo como fala em entrevistas, Browne deixa transparecer que não tem uma relação amistosa com o ex-campeão. Quando perguntado sobre seus sentimentos, o havaiano afirma que muito disso é motivado pelas ações do brasileiro durante o primeiro confronto, já que Werdum brincou algumas vezes durante o combate.

"Eu não gosto muito dele. Ele foi desrespeitoso em nossa primeira luta, e estou feliz por ter a chance de enfrentá-lo de novo. Acho que não é nenhum segredo, nunca escondi isso. Nunca conheci alguém que gostasse dele", afirmou.

Mais UFC 203: Bethe Correia focada | Werdum quer ver luta principal ao lado de Dana White | O que esperar de CM Punk | Luta inesquecível - Jessica Andrade | Os números de Werdum | Os números de Overeem | Os números de Miocic | Bate-Estaca pode provar estar pronta para o cinturão | Cinco motivos para não perder | Jessica promete desafiar campeã | Olho Neles | Werdum sabe o que é preciso para vencer

Ainda assim, Browne respeita a carreira do "Vai Cavalo", que ganhou o title shot e se tornou campeão interino e depois linear após a vitória em 2014.

"Tenho que estar pronto para tudo. O Werdum fez muito na carreira, evoluiu bastante, e é um cara completo. Você não acorda do nada e vê que virou campeão dos pesados. Então preciso ficar atento ao fato de que ele é completo", declarou, citando como mudou desde então.  

"Eu treino com um novo técnico na GFC, e trabalhei muito na minha movimentação. Também foquei muito em melhorar meu QI como lutador, e na estratégia. Sinto que cresci como atleta. Vou dominar, e sair por cima, sempre buscando o nocaute".

Werdum já falou em diversas oportunidades que, caso vença neste sábado (10), vai exigir um title shot imediato contra o vencedor de Stipe Miocic e Alistair Overeem, que fazem a luta principal do UFC 203. Para Browne, a possibilidade de ganhar uma disputa de título existe, mas ela não seria tão rápida quanto o brasileiro espera.

"Acho que é uma grande possibilidade. Na minha opinião, o Cain deve ganhar o próximo title shot, e quem vencer entre nós dois deve ser o próximo a disputar depois disso", afirmou.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC