Pular para o conteúdo principal

Treinador chama Cyborg de trapaceira e diz que Ronda pode nocauteá-la

Edmond Tarverdyan disse que luta só acontece se brasileira bater os 61 quilos

 
O duelo entre Ronda Rousey e Cris Cyborg ainda está longe de acontecer, mas o clima entre as duas lutadores já está esquentando. Quem também entrou nessa briga foi Edmond Tarverdyan, principal treinador de Ronda, ao deixar claro que sua atleta só enfrentará a brasileira em uma luta até 61 quilos, nos galos. "Não entendo porque ela insiste em lutar no peso casado, ela precisa bater o peso para lutar".
Leia também: Dana nega Ronda x Cyborg | Cinturão fica no Brasil | Assine o Canal Combate

Tarverdyan disse que Cyborg fez coisas no passado que colocam as vidas de outras atletas em perigo. "Treinamos tentando fazer tudo de forma inteligente e segura. Ela disse que os fãs precisam ver essa luta, e eles realmente precisam. Atinja o limite da categoria e vamos lutar. Ronda bate Cyborg na trocação", disse o treinador.

O treinador também disse que não é fã da brasileira e até desmereceu suas últimas vitórias. "Nunca fui fã da Cyborg, ela é lenta quando luta. Acho que as pessoas ficam impressionadas com o que ela fazia antes. Agora, Ronda é mais ágil, forte e rápida".

As provocações não ficaram apenas para Cyborg. Tarverdyan comemorou Ronda ter nocauteado Bethe Correia em 34 segundos no UFC 190, no Rio de Janeiro. A brasileira era considerava favorita na luta em pé, mas foi surpreendida pela norte-americana logo no começo do duelo. "Bethe nunca tinha sido nocauteada ou finalizada, mas Ronda conseguiu nocautear com um soco. Isso é incrível, estou muito feliz com sua atuação".
Visite a UFC Store
Baixe o aplicativo do UFC
Siga o WhatsAPP UFC e fique por dentro das notícias