Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

UFC 196: Vitor Miranda nocauteia; Amanda Nunes dá show e pede title-shot

 Brasileiros conquistaram vitórias notáveis neste sábado (5). 


Depois de um fevereiro sem vitórias brasileiras no octógono, a má fase finalmente foi espantada. No UFC 196, realizado neste sábado (5) em Las Vegas (EUA), Vitor Miranda e Amanda Nunes encerraram o regime, vencendo seus oponentes de maneira notável.

Protagonista da primeira luta feminina da noite, Amanda Nunes teve mais uma belíssima performance no octógono. A baiana usou seu jogo de chão superior e conquistou uma vitória por decisão unânime sobre Valentina Shevchenko no card principal.

Contra Shevchenko, que é dona de títulos na luta em pé, a “Leoa” decidiu usar a estratégia de levar a luta para o solo, e quase conseguiu um triunfo por finalização no segundo round, quando encaixou um mata-leão justíssimo, mas a rival conseguiu se defender e Amanda teve o braço erguido após a contagem de pontos.

Na hora da entrevista, a baiana não deixou passar a oportunidade de pedir uma luta pelo cinturão.

“Esse foi um grande teste na minha carreira, eu nunca tinha lutado por três rounds antes. Dana White, quero essa chance pelo cinturão”, disse.

Esta foi a quinta vitória de Amanda na organização, e agora ela entra para a lista das maiores vencedoras da categoria peso-galo, atrás apenas da ex-campeã Ronda Rousey, que tem seis triunfos.

Nocaute brasileiro

Vitor Miranda e Marcelo Guimarães abriram a noite verde e amarela no card, e em grande estilo! Depois de ter vantagens no primeiro round, prensando o rival contra a grade e tentando implementar seu jogo de luta agarrada, Guimarães acabou vítima da trocação afiada do compatriota.

Fazendo jus ao apelido, ‘Vithai’ acertou uma série de cotoveladas que deixaram o oponente zonzo. Vendo a brecha, Vitor lançou um chute alto na cabeça de Guimarães e “liquidou a fatura” com mais alguns golpes, garantindo o triunfo no segundo round.

Esta foi a terceira vitória consecutiva de Vitor no UFC, sendo que todas elas foram nocautes. O catarinense agora entra para a lista das maiores sequências de nocautes entre atletas ativos no Ultimate, atrás de Conor McGregor e empatado com Thomas Almeida, Derek Brunson e Mairbek Taisumov.

Erick Silva x Nordine Taleb

Segundo atleta a representar o Brasil no octógono, Erick Silva mostrou mudanças em seu jogo após fazer sua preparação na Kings MMA, entrando com outra postura e demonstrando mais cautela para jogar seus golpes. Depois de um bom primeiro round, no entanto, o capixaba foi vítima de um contra-ataque de Nordine Taleb, que segurou um chute do brasileiro e jogou um forte direto que mandou o ‘Índio’ à lona.

Confira os resultados do UFC 196:

CARD PRINCIPAL

Nate Diaz venceu Conor McGregor por finalização aos 4m12s do segundo round;
Miesha Tate venceu Holly Holm por finalização aos 3m30s do quinto round;
Ilir Latifi venceu Gian Villante por decisão unânime;
Corey Anderson venceu Tom Lawlor por decisão unânime;
Amanda Nunes venceu Valentina Shevchenko por decisão unânime.

CARD PRELIMINAR

Siyar Bahadurzada venceu Brandon Thatch por finalização aos 4m11s do terceiro round;
Nordine Taleb venceu Erick Silva por nocaute aos 1m34s do segundo round;
Vitor Miranda venceu Marcelo Guimarães por nocaute técnico aos 1m09s do segundo round;
Darren Elkins venceu Chas Skelly por decisão unânime;
Diego Sanhcez venceu Jim Miller por decisão unânime;
Jason Saggo venceu Justin Salas por nocaute técnico aos 4m31s do primeiro round;
Teruto Ishihara venceu Julian Erosa por nocaute aos 34s do segundo round.