Pular para o conteúdo principal

UFC 225: Fatos que entraram para a história

Confira uma seleção dos momentos mais marcantes do evento do último sábado

O United Center em Chicago recebeu no último sábado um dos cards mais aguardados no ano no UFC 225, evento que teve a consagração de Robert Whittaker na luta principal, além de muitos outros momentos que ficarão na história. Confira quais são eles:
Mais UFC 225: As reações nas redes sociais | Os melhores da noite | Whittaker vence Romero novamente | Covington conquista título interino | Claudinha e Charles vencem no card preliminar

 
Um coração de campeão | @robwhittakermma ⠀ #UFC225
Uma publicação compartilhada por UFC (@ufc_brasil) em 9 de Jun, 2018 às 10:39 PDT

Luta do ano?
A primeira luta entre Robert Whittaker e Yoel Romero já foi um combate disputadíssimo, premiado como Luta da Noite do UFC 213. Mas o segundo foi ainda melhor. O australiano saiu na frente no início, mas encontrou as mãos pesadas do cubano a partir do terceiro round, sofreu dois knockdowns, sobreviveu mostrando um coração de campeão e venceu mais uma vez, em um duelo que será seriamente considerado na discussão entre os melhores de 2018.

 
Colby Covington é o campeão interino dos meio-médios do #UFC ⠀ .⠀ #UFC225
Uma publicação compartilhada por UFC (@ufc_brasil) em 9 de Jun, 2018 às 9:52 PDT

Novo campeão
Colby Covington não foi avisado dos planos de Rafael dos Anjos de se tornar o primeiro brasileiro campeão em duas divisões do Ultimate. O norte-americano fez o plano de jogo perfeito e executou da mesma forma, anulando o jogo do brasileiro e conquistando o cinturão interino dos meio-médios.

 
12 dias de preparação. 2m18s de luta. Resultado histórico. ⠀ ⠀ @Charlesdobronxs igualou o recorde de finalizações de Royce Gracie ao vencer no #UFC225
Uma publicação compartilhada por UFC (@ufc_brasil) em 9 de Jun, 2018 às 4:00 PDT

Recordista
Charles do Bronx aceitou a luta contra Clay Guida com 12 dias de antecedência, mas não foi a Chicago apenas cumprir tabela, mas sim entrar para a história. A finalização sobre o norte-americano foi sua 10ª no UFC e agora ele divide, com ninguém menos que Royce Gracie, o topo na lista de quem mais finalizou na história do Ultimate.

 
10-0 | @bambamtuivasa ⠀ #UFC225
Uma publicação compartilhada por UFC (@ufc_brasil) em 9 de Jun, 2018 às 8:46 PDT

A nova geração vem forte
O evento teve dois confrontos entre promessas e veteranos dos pesos-pesados, e em ambos os jovens saíram vitoriosos. Tai Tuivasa (25 anos), superou o ex-campeão Andrei Arlovski (39) por decisão dos jurados, e Curtis Blaydes (27) passou pelo ex-desafiante Alistair Overeem (38) por nocaute técnico. É momento de renovação na divisão dos grandalhões.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube