Pular para o conteúdo principal
Eventos

UFC 239: Motivos para ver

Saiba por que você não pode perder o evento deste sábado (6)

Após a passagem por Minneapolis no último final de semana, o Octógono retorna a Las Vegas neste sábado (6) para o UFC 239, principal atração da International Fight Week 2019 e um dos eventos mais imperdíveis do ano. Por quê? Confira abaixo.

O melhor da história?

Ninguém irá recriminá-lo se você disser que Jon Jones é o melhor lutador da história do MMA, mesmo se não concordar. A oportunidade de vê-lo em ação mais uma vez, então, já é por si só uma atração imperdível. Mas Jones não está apenas lutando por lutar; após todos os problemas fora do Octógono enfrentados nos últimos anos, o campeão mais dominante da história dos meio-pesados voltou para ficar, e o duelo com Thiago Marreta é mais um importante trecho deste enredo.

Após reconquistar a coroa dos 93kgs em vitória incontestável sobre Alexander Gustafsson, Jones passou sem dificuldades - embora sem muito brilho - por Anthony Smith em sua última luta, fazendo sua 9ª defesa bem-sucedida de título no Ultimate. Agora, “Bones” vem para sua 3ª luta em sete meses buscando calar os críticos de sua última performance e se tornar o segundo campeão mais dominante da história caso mantenha o cinturão pela 10ª vez.

Jon Jones e Amanda Nunes, dois dos melhores lutadores da história, colocam as suas reputações à prova na duas lutas principais do #UFC 239. Mas será que Thiago Marreta e Holly Holm são apenas os azarões nessa hitória? Não é o que parece...

Brasil

O mundo será chocado?

Do lado oposto ao de Jones no Octógono estará, mais uma vez, um brasileiro. Após as frustradas tentativas de Lyoto Machida, Vitor Belfort e Glover Teixeira, que desafiaram “Bones” pelo cinturão, chegou a vez de Thiago Marreta tentar destronar o campeão dos meio-pesados e, de acordo com ele próprio, “chocar o mundo”.

Após igualar a marca de Anderson Silva em número de nocautes pelo peso-médio, Marreta resolveu se testar entre os meio-pesados, em decisão que tem se mostrado acertada até o momento. Em três lutas nos 93kgs, o carioca somou três vitórias por nocaute, mostrando que manteve a devastadora potência dos golpes. Será isso suficiente para vencer aquele que muitos consideram invencível?

A melhor do mundo?

Por muitos anos, Cris Cyborg e Ronda Rousey foram consideradas as melhores lutadoras de MMA do mundo. Além disso, o que ambas têm em comum? O fato de não terem passado do primeiro minuto de luta quando enfrentaram Amanda Nunes, atual campeã peso-galo e peso-pena do Ultimate.

Embora isso já faça a brasileira ser amplamente considerada a melhor de todos os tempos, Amanda sente que ainda tem uma missão a cumprir: vencer Holly Holm, única ex-campeã dos 61kgs ou 66kgs no Ultimate que ainda não foi superada pela “Leoa”. É isso que estará em jogo na luta co-principal do UFC 239.

Alguém duvida dela?

Neste momento da carreira, Amanda Nunes é considerada uma campeã invencível. Mas este também era o caso de Ronda Rousey em 2015, até que Holly Holm aplicou um dos nocautes mais memoráveis da história do esporte, conquistando o cinturão do peso-galo.

Neste final de semana, a “Filha do Pastor” tenta quebrar a banca mais uma vez desafiando a “Leoa” pelo título da divisão. Holly é amplamente considerada “azarona” para o duelo; no entanto, quem a viu fazendo história da primeira vez não duvida que o raio caia duas vezes no mesmo lugar.

E ainda…

Além das duas disputas de cinturão, o UFC 239 tem outros duelos interessantíssimos, como a disputa entre os meio-médios Top 5 Jorge Masvidal e Ben Askren, a estreia do ex-campeão dos médios, Luke Rockhold, na divisão até 93kgs contra Jan Blachowicz, o embate entre os campeões do TUF 1, Diego Sanchez, e TUF 15, Michael Chiesa, os retornos de Gilbert Melendez e Claudinha Gadelha ao Octógono, entre outros.

Para não perder nada disso, assine já o Canal Combate, que transmite o evento ao vivo e com exclusividade no sábado, a partir de 17h30 (horário de Brasília).

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube