Pular para o conteúdo principal
Eventos

UFC 240: Fatos para a história

Confira os principais pontos de discussão sobre o evento do último final de semana

A cidade de Edmonton, no Canadá, recebeu no último final de semana o UFC 240, que teve, na luta principal, a consagração de Max Holloway defendendo o cinturão peso-pena pela 3ª vez ao superar Frankie Edgar por decisão unânime dos jurados. Estes foram os principais pontos de discussão do evento.

Os recordes de Holloway

De volta ao peso-pena após falhar na tentativa de capturar o título interino dos leves, Max Holloway mostrou que segue dominante como sempre nos 66kgs. O havaiano conquistou sua 13ª vitória consecutiva na categoria, igualando as marcas de Jon Jones, Anderson Silva e Demetrious Johnson, que tiveram a mesma quantidade de triunfos consecutivos em suas respectivas divisões. Ninguém chegou, ainda, à 14ª.

O campeão Max Holloway venceu Frankie Edgar por decisão unânime na luta principal do #UFC240 e manteve o cinturão do peso-pena. Confira alguns dos melhores momentos da luta. #UFC

Brasil

Além disso, Holloway, aos 27 anos, se tornou o atleta mais jovem a atingir a marca de 17 vitórias dentro do Octógono, e ampliou seu próprio recorde de golpes significativos conectados na organização - ele chegou aos 1937, e lidera a estatística com sobras.

Cyborg de volta às vitórias

Após sofrer sua primeira derrota em 13 anos no último mês de dezembro, quando perdeu o título peso-pena para Amanda Nunes, Cyborg venceu e convenceu no dominante triunfo sobre Felicia Spencer por decisão unânime. A brasileira conectou 84 golpes a mais que a canadense no confronto (maior diferença do evento), e teve média de 8,1 golpes significativos conectados por minuto de luta (maior média do evento). Após despachar sua principal concorrente, ela garantiu estar pronta para a revanche com a “Leoa”, e sugeriu o mês de janeiro para o confronto.

Quatro nomes para prestar atenção

Holloway e Cyborg foram sem dúvidas os principais, mas não os únicos destaques do evento. Pelo menos quatro outros nomes tiveram vitórias dominantes, confirmando seus bons momentos na organização, e se credenciaram a vôos mais altos a partir de suas próximas apresentações.

Geoff Neal, meio-médio norte-americano de 28 anos, revelado pelo Contender Series, nocauteou o explosivo Niko Price, somando seu quarto triunfo em quatro lutas no Octógono; Viviane Araújo, brasileira de 32 anos, venceu a experiente Alexis Davis, então 8ª colocada no ranking peso-mosca, conquistando seu segundo triunfo no Ultimate após nocautear em duelo pelo peso-galo na estreia.

Hakeem Dawodu, peso-pena canadense de 28 anos, chegou à sua 3ª vitória seguida no UFC ao nocautear o prospecto japonês Yoshinori Horie, e sua compatriota Gillian Robertson se tornou a atleta com mais vitórias no peso-mosca (4, todas por nocaute ou finalização), ao superar a brasileira Sarah Frota. Olho neles!

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube