Pular para o conteúdo principal
Resultados

UFC 260: Todos os resultados

Evento ocorre neste sábado (27) e tem Stipe Miocic e Francis Ngannou disputando o cinturão dos pesados na luta principal

O Octógono foi novamente montado no UFC Apex neste sábado (27) para o UFC 260. Na luta principal do evento, os pesos-pesados Stipe Miocic e Francis Ngannou farão um duelo programado para cinco rounds, valendo o cinturão da categoria. O evento terá ainda a participação dos brasileiros Vicente Luque e Thomas Almeida. Veja os resultados abaixo:

Ngannou nocauteia Miocic e é o novo campeão

O UFC tem um novo campeão peso-pesado. Francis Ngannou se vingou da derrota do primeiro duelo e nocauteou Stipe Miocic no segundo round da luta principal do UFC 260. Ngannou teve o maior volume de golpes e quase conseguiu a vitória no primeiro round, mas foi no segundo assalto que o camaronês acertou uma bomba para apagar o norte-americano e faturar o cinturão da categoria.

"É incrível. A sensação é ótima. Imagine algo que você desejou durante toda a sua vida e lutou para ter. É simplesmente incrível. Eu acho que tenho que realmente reservar um tempo para coletar minhas emoções e realmente senti-las. No momento, estou em transe. Eu vi quando ele sentiu o golpe, mas ele é duro. Eu me certifiquei de que ele não teria nenhuma chance de voltar na luta. Qual é o próximo? Presumo que Jon Jones. Ele está vindo e estão falando sobre essa luta. Vamos fazer acontecer."

Vicente Luque finaliza Tyron Woodley

Foi uma verdadeira guerra, mas Vicente Luque saiu vitorioso na segunda luta mais importante da noite. O brasileiro teve dificuldades no começo contra o ex-campeão Tyron Woodley, mas fez prevalecer seu jogo para vencer o norte-americano ao finalizá-lo com um triângulo de mão no primeiro round. Luque chegou a sentir um forte overhand do ex-campeão, mas devolveu na mesma moeda e, quando a luta foi para o solo, mostrou seu jiu-jítsu de elite para sair vitorioso.

"É uma grande vitória. Ele me bateu e eu perdi um pouco do equilíbrio. Eu estava vendo três dele, mas eu meio que sabia que ele viria agressivamente para tentar me nocautear. Então eu pensei: deixe-me apenas ficar parado, olhar para o chute e assim que ele lançar, eu vou golpear ao mesmo tempo. Funcionou. Acho que uma vitória como essa me dá uma chance no top 5. Se nada der certo e o Nate Diaz quiser voltar, acho que é uma ótima luta."

O'Malley nocauteia Thominhas

Em mais uma grande apresentação, Sean O'Malley não deu chances ao brasileiro Thomas Almeida e conseguiu o nocaute no terceiro round. O norte-americano aproveitou sua maior envergadura e velocidade para conseguir acertar diversos golpes no brasileiro, deixando Thominhas atordoado no primeiro round após um chute alto, mas sem terminar o duelo. No terceiro assalto, porém, O'Malley não deixou dúvidas do nocaute e saiu vitorioso.

"Muitas pessoas estavam falando sobre o problema com minha perna. Por oito meses, tenho recebido mensagens sobre lutar contra um bom kickboxer, que tentaria me chutar. Foi uma boa atuação. É bom calar as pessoas. O Thomas é um cara duro, forte, tem muito respeito por ele, mas foi bom poder fazer três rounds. O resultado final que eu queria era nocauteá-lo e foi isso que aconteceu. Estou muito feliz com isso."

Miranda Maverick supera Gillian Robertson

Na única luta feminina da noite, Miranda Maverick teve uma bela apresentação e superou Gillian Robertson na decisão dos juízes. A norte-americana se mostrou mais afiada na luta em pé e, apesar das dificuldades com o wrestling da rival no segundo round, conseguiu manter o domínio para sair vitoriosa após 15 minutos.

"Eu sou muito dura comigo mesma. Obviamente, cometi um erro no segundo assalto. Fora isso, acho que minha trocação foi muito bem executada. Eu mostrei um pouco mais do que eu poderia fazer e espero ficar cada vez mais equilibrada. Eu disse que dentro de dois anos quero ser capaz de lutar com a Valentina por esse título. Ainda tenho essa mentalidade e gostaria de bater na irmã dela primeiro."

Mullarkey nocauteia Worthy

Jamie Mullarkey tem todos os motivos para comemorar sua primeira vitória no Octógono. O lutador conseguiu um nocaute espetacular contra Khama Worthy na luta de abertura do card principal do evento. Mularkey utilizou bem uma finta com a mão direita e acertou uma bomba de esquerda no queixo do rival, que caiu praticamente nocauteado.

"É uma sensação muito boa. É um alívio, pois é como eu queria começar minha estreia no UFC. Não foi assim, mas aqui estamos. Quero voltar o mais rápido possível. Eu tenho algum tempo para recuperar. Fiquei prejudicado por um ano com uma lesão. Talvez quando o Alex Volkanovski defender o cinturão da próxima vez, eu volte."

Menifield finaliza com um "Von Flue Choke"

Ao que tudo indica, não é apenas Ovince Saint-Preux que é um especialista entre os meios-pesados em vencer os oponentes com um "Von Flue Choke" no Octógono. Alonzo Menifield também fez bonito e deu números finais ao duelo contra o estreante Fabio Cherant com a mesma finalização na luta que fechou o card preliminar do UFC 260. Foi a primeira vitória de Menifield por finalização no Octógono e em sua carreira. Anteriormente, o meio-pesado havia conseguido apenas nocautes.

"Quando o travei, tive que girá-lo e seu braço ainda estava lá. Ele o agarrou, então eu pensei que era uma oportunidade. Eu disse a mim mesmo: “Onde quer que a luta vá, eu vou”. O Von Flue estava lá e eu simplesmente fui em frente. Estou feliz por ter feito isso."

Nurmagomedov domina Gooden

Primo da lenda Khabib Nurmagomedov, Abubakar Nurmagomedov mostrou que ser um bom lutador está na veia da família. O russo dominou Jared Gooden durante 15 minutos e saiu com a vitória na decisão unânime dos juízes. Abubakar foi melhor na luta em pé nos dois primeiros rounds e utilizou bem seu wrestling para sacramentar a vitória nos cinco minutos finais.

Michal Oleksiejczuk vence na decisão dividida

Michal Oleksiejczuk e Modestas Bukauskas tiveram 15 minutos bem disputados no Octógono, com muitas trocas de golpes, com vitória do polonês na decisão dividida dos juízes após os três rounds. Oleksiejzuk  era quem tomava a iniciativa do duelo e pressionava Bukauskas, que dava trabalho com ótimos contragolpes. Apesar de ter mais golpes significativos, Bukauskas saiu derrotado por ter sido menos ativo no combate.

"Acho que fiz uma boa luta. Minha movimentação foi boa, meu boxe foi nítido. Preciso assistir de novo, mas estou feliz por ter vencido e estou feliz com minha luta. Eu gostaria de enfrentar Ion Cutelaba a seguir. Essa foi a luta que estava marcada para a minha estreia, foi cancelada e eu gostaria de finalmente enfrentá-lo."

Morales supera Young

Omar Morales conquistou a 11ª vitória em sua carreira nesta noite. O venezuelano dominou Shane Young durante os três rounds e saiu com o braço levantado após a decisão unânime dos juízes. O duelo ocorreu em um ritmo mais lento, mas Morales foi mais preciso e dominou a maioria das posições contra o rival.

"Estou feliz com meu desempenho. Meu oponente se mostrou um lutador muito duro. Ele aguentou todos os meus socos, tentei finalizar também ... Não esperava que a luta durasse três rounds, mas parabéns ao meu adversário, ele fez o seu trabalho. Meu plano é continuar nessa categoria e manter o ritmo de vitórias."

Barriault nocauteia Azaitar

A primeira luta da noite foi uma verdadeira guerra. Marc-Andre Barriault e Abu Azaitar não economizaram nos golpes durante quase 15 minutos, com o canadense saindo vitorioso por nocaute. Azaitar começou o duelo melhor, mas foi se cansando com o passar do tempo e Barriault aproveitou para crescer no duelo e vencer no ground and pound.

"No momento, estou feliz com meu desempenho. Sabíamos que o Abu estava acostumado a ser muito agressivo, mas gosto desse tipo de confronto. Com tudo o que aconteceu comigo no ano passado, é incrível, é uma bênção estar aqui agora e apenas mostrar a todos todo o coração que tenho, do que sou feito. Sou um lutador duro, gosto de dar show e quero mais."

Confira todos os resultados do UFC 260
Card Principal

Francis Ngannou venceu Stipe Miocic por nocaute aos 52s do 2º round;
Vicente Luque venceu Tyron Woodley por finalização (triângulo de mão) aos 3m56s do 1º round;
Sean O'Malley venceu Thomas Almeida por nocaute aos 3m52s do 3º round;
Miranda Maverick venceu Gillian Robertson por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28);
Jamie Mullarkey venceu Khama Worthy por nocaute aos 46s do 1º round.

Card Preliminar

Alonzo Menifield venceu Fabio Cherant por finalização (Von Flue Choke) a 1m11s do 1º round;
Abubakar Nurmagomedov venceu Jared Gooden por decisão unânime (triplo 30-27);
Michal Oleksiejczuk venceu Modestas Bukauskas por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28);
Omar Morales venceu Shane Young por decisão unânime (triplo 30-27);
Marc-Andre Barriault venceu Abu Azaitar por nocaute técnico aos 4m56s do 3º round.

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube