Pular para o conteúdo principal
Eventos

UFC Londres: Motivos para ver

Saiba por que você não pode perder o evento deste sábado (16) na capital inglesa

O Octógono desembarca em Londres neste sábado (16) pela 11ª vez, trazendo como atração principal a maior estrela local no MMA atual, Darren Till, em duelo contra o experiente e sempre perigoso Jorge Masvidal.

Abaixo, listamos os principais motivos para você não deixar de assistir o card deste final de semana, que terá transmissão ao vivo e exclusiva do Canal Combate a partir de 14h (horário de Brasília).

Mais UFC Londres: Seis perguntas para Cláudio HannibalPedrita: "Vou mostrar quem sou de verdade" | Confira o card completo

As principais estrelas do UFC Londres ficaram frente a frente durante o Media Day. Evento acontece nesse sábado (16), com transmissão Ao Vivo do Canal Combate, a partir das 14h (horário de Brasília).

Brasil

A prata da casa contra um visitante aguerrido

Darren Till era apontado por muitos como a próxima grande estrela do MMA mundial. Invicto, o “Gorila” já tinha seis vitórias no Ultimate, e havia superado nomes do mais alto calibre como Donald Cerrone e Stephen Thompson. Até que se viu de frente com o então campeão Tyron Woodley, em um desafio que se mostrou grande demais para o atleta de Liverpool.

Darren Till and Jorge Masvidal face off during the UFC press confrence

Com apenas 26 anos de idade e uma longa carreira pela frente, Till chega neste final de semana para deixar para trás a derrota na disputa pelo cinturão dos meio-médios e começar sua caminhada rumo a um novo title-shot. Seu adversário será Jorge Masvidal, um atleta que, se não tem a mesma “pompa” do inglês, não deve ser subestimado.

Com 45 lutas no cartel - mais que o dobro das 19 de Till - o norte-americano de 34 anos traz na bagagem confrontos contra alguns dos melhores pesos-leves e meio-médios do Ultimate e uma durabilidade invejável: não é nocauteado ou finalizado há 10 anos. Com a pressão toda nos ombros do inglês, Masvidal quer provar que pode subir mais um degrau na categoria calando a O2 Arena em Londres.

Meio-médios no centro das atenções

A luta co-principal do evento coloca frente a frente mais dois nomes do alto escalão da categoria até 77kgs do Ultimate: o atual 10º colocado nos rankings Leon Edwards contra o 13º, Gunnar Nelson.

Aos 27 anos de idade, o jamaicano naturalizado inglês Edwards tem dado mostras de que caminha a passos largos rumo à sua melhor forma. Desde a derrota para o atual campeão da divisão Kamaru Usman, em 2015, ele acumulou seis triunfos consecutivos no Octógono, com destaque para as vitórias sobre Vicente Luque e, mais recentemente, Donald Cerrone.

Nelson, por sua vez, busca o grande resultado que escapou de suas mãos nas principais lutas que fez no Ultimate. Faixa-preta de karatê e jiu-jítsu, o islandês de 30 anos conquistou sete de suas oito vitórias na organização por finalização, incluindo a mais recente sobre Alex Cowboy.

Promessa de nocaute

O evento terá ainda o duelo entre dois meio-pesados conhecidos pelo peso de suas mãos.

De um lado, o ex-desafiante ao cinturão Volkan Oezdemir, que já nocauteou 11 oponentes na carreira - dois deles no UFC, ambos em menos de um minuto; de outro, o invicto Dominick Reyes, que busca seu quinto triunfo - e o terceiro nocaute - no Octógono.

Dupla brasileira em ação

O Brasil terá dois representantes no evento deste sábado: a primeira a entrar em ação será Priscila “Pedrita” Cachoeira, peso-mosca que estreou no Octógono no UFC Belém, em fevereiro de 2018, com derrota para a agora campeã da categoria Valentina Shevchenko. Neste sábado, a carioca de 30 anos mede forças com a atleta local, Molly McCann.

Já no card principal, o mato grossense, que reside na Inglaterra há 12 anos, Claudio “Hannibal” Silva busca sua quarta vitória consecutiva na organização contra outro expoente inglês, Danny Roberts, pela divisão dos meio-médios.

Lembrando que o Combate transmite todas as lutas do UFC Londres ao vivo e com exclusividade neste sábado em horário diferenciado - a partir das 14h (horário de Brasília).

Assine o combate | Siga o UFC Brasil no Youtube