Pular para o conteúdo principal
Notícias

UFC Milwaukee: fatos para a história

Confira as três narrativas que marcaram o evento e as memórias dos fãs

Um dos últimos eventos de 2018, o UFC Milwaukee teve várias nuances. Lutas com muita ação, nocautes impressionantes… Mas decidimos destacar três narrativas que permearam o card realizado no último sábado (15). Confira!

Confira o que os protagonistas da luta principal do evento do último sábado (15) falaram após a vitória de Al Iaquinta por decisão unânime.


Revanches

A luta principal, entre Kevin Lee e Al Iaquinta, marcava o segundo encontro entre os pesos-leve. Na primeira luta, em 2014, Lee fazia a sua estreia e foi derrotado pelo campeão do TUF 16 em luta competitiva. Dessa vez, com os dois jovens atletas tendo mais experiência no Octógono, muita coisa mudou mas o resultado foi similar: o duelo foi competitivo mais uma vez, e Iaquinta venceu novamente por decisão unânime. 

Outra revanche que aconteceu no UFC Milwaukee foi no peso-leve entre Jim Miller e Charles do Bronx. No primeiro encontro entre os atletas, em 2010, Miller estava em alta, e Charles era um jovem de 20 anos que fazia sua terceira luta no Ultimate e acabou sofrendo a primeira derrota da carreira. Mas ao contrário do duelo principal da noite, o resultado não se repetiu desta vez: o brasileiro finalizou Miller em 1m15s. 

Peso-leve falou sobre seu duelo contra Dan Hooker no UFC Milwaukee, realizado no último sábado, e explicou como a mudança de academia afetou seu desempenho no octógono.


Recordes

Por falar na finalização de Charles, o paulista adicionou mais um número ao recorde que lhe pertence. Aos 28 anos, Do Bronx já finalizou 12 oponentes no UFC, e tudo indica que esse recorde deve ser estendido nos próximos anos. 

Quem também bateu um recorde foi Edson Barboza. O brasileiro, que nocauteou Dan Hooker no terceiro round em uma das lutas mais eletrizantes da noite, se igualou a Melvin Guillard no maior número de vitórias por nocaute na história do peso-leve do UFC, com 7 triunfos. 

Redenções

Além do recorde, Barboza teve uma conquista importante em Milwaukee: interrompeu a sequência de duas derrotas na qual se encontrava. Fazendo sua primeira luta pela bandeira da American Top Team, o friburguense deu uma verdadeira aula de muay thai, castigando Hooker com chutes nas pernas, no tronco e na cabeça. 

Netto BJJ também voltou ao caminho das vitórias em Milwaukee. O goiano, que havia sofrido a primeira derrota da carreira em sua última aparição, teve o gosto da redenção contra Jared Gordon, virando um combate e conquistando talvez o nocaute mais emblemático da noite ao fazer o oponente "apagar" ainda em pé. Apresentação digna do bônus de Performance da Noite que lhe foi dado.