Pular para o conteúdo principal

Vitórias brasileiras e finalização histórica incendeiam torcida no UFC SP

Viscardi Andrade, Thiago Tavares e Gleison Tibau levantaram a torcida no Ginásio do Ibirapuera no card preliminar

Emoção não faltou nas sete primeiras lutas do card preliminar do UFC SP, neste sábado (7), no Ginásio do Ibirapuera. Com duelos eletrizantes, os lutadores fizeram a alegria da torcida presente, que lotou as arquibancadas e retribuiu com muita vibração. Destaque para as vitórias de Viscardi Andrade, Gleison Tibau e Thiago Tavares, que entrou para a história do UFC.

Acompanhe, em tempo real, as lutas do card principal do UFC SP. 
O único combate entre dois lutadores brasileiros abriu a noite do UFC SP. Matheus Nicolau e Bruno Korea, que estiveram juntos no Time Shogun durante o TUF 4, deram uma amostra do que seria o evento. Nicolau foi superior durante os três rounds, acertando bons golpes e conseguindo algumas quedas. A boa apresentação foi coroada com uma finalização em Korea no terceiro round.

Na sequência, foi a vez de Pedro Munhoz e Jimmie Rivera subirem ao octógono. Os lutadores fizeram um duelo muito equilibrado e que levantou as arquibancadas. A vitória ficou com o norte-americano, na decisão dividida dos juízes.

Viscardi Andrade fez a terceira luta do card preliminar, contra Gasan Umalatov. O brasileiro pediu o apoio da torcida, foi atendido e fez bonito. Na base da trocação, derrotou o russo por decisão unânime dos juízes.
"É incrível. Só tenho a agradecer esse público de São Paulo, do Brasil. Eu senti um pouco o ritmo, estava há dois anos sem lutar, mas eu sei que ainda posso melhorar. Eu me senti confortável em lutar em pé e foi assim que consegui a vitória. Queria agradecer muito a minha equipe, que teve toda paciência do mundo para esperar a minha volta", declarou Viscardi.

Assine o Canal Combate e não perca nenhum detalhe do UFC
Na quinta luta da noite, Thiago Tavares fez história no UFC. A finalização sobre Clay Guida, aos 39 segundos do primeiro round, foi a mais rápida de todos os tempos entre os pesos-penas. "Quero agradecer a todos, todos que acreditaram no meu trabalho, eu era o azarão nessa luta, mas eu tenho o melhor  jiu-jitsu da categoria. Faixa preta há onze anos. Amanha faço 31 anos, estou feliz por representar Florianópolis", declarou Tavares.

Brasileiro com maior número de lutas no UFC, agora com 27, Gleison Tibau subiu ao octógono para fechar o card preliminar. E o peso-leve usou toda a sua experiência para vencer Abel Trujillo por finalização, com apenas um minuto e quarenta e cinco segundos do primeiro round.

"Luto há dez anos no UFC e, para quem não sabe, tenho 27 lutas e 17 vitórias na minha carreira. Tenho certeza que ainda posso vencer muito mais. Eu quero fazer história e quebrar o recorde de lutas do UFC”, declarou Tibau.
Confira todos os resultados do card preliminar do UFC SP:

Peso-leve: Gleison Tibau finalizou Abel Trujillo aos do primeiro round.
Peso-leve: Johnny Case venceu Yan Cabral por decisão unânime dos juízes.
Peso-pena: Thiago Tavares finalizou Clay Guida aos 39 segundos do primeiro round.
Peso-pena: Chas Skelly venceu Kevin Souza por finalização no segundo round.
Peso-meio-médio: Viscardi Andrade venceu Gasan Umalatov por decisão unânime dos juízes.
Peso-galo: Jimmie Rivera venceu Pedro Munhoz por decisão dividida dos juízes.
Peso-galo: Matheus Nicolau venceu Bruno Korea por finalização no terceiro round.
Card principal ( a partir da 1h - horário de Brasília)

Peso-médio: Vitor Belfort x Dan Henderson
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Patrick Cummins
Peso-galo: Thomas Almeida x Anthony Birchak
Peso-leve: Alex Cowboy x Piotr Hallmann
Peso-leve: Gilbert Durinho x Rashid Magomedov
Peso-meio-pesado: Fábio Maldonado x Corey Anderson