Pular para o conteúdo principal

Weidman aproveitando o momento; Belfort acredita

Weidman acredita que os fãs agora estão reconhecendo o quão bom ele é


LAS VEGAS

Chris Weidman estava de muito bom humor na tarde de quarta-feira. Ele beijou um bebê, sorriu e acenou para o público que veio assistir seu treino no MGM Grand, e então ele puxou os fãs para cantarem parabéns para seu treinador principal, Ray Longo, que completou 57 anos.

Quatro dias antes de defender seu cinturão peso-médio, Weidman sorria muito.

“Eu só estou aproveitando, cara,” disse ele mais tarde. “Isso é o que eu amo fazer. Isso é como respirar para mim. Essa é a melhor época de minha vida agora.”

E deveria ser. Seidman (12-0) é o grande favorito para vencer o número três do ranking, Vitor Belfort, que não luta desde novembro de 2013. Depois de vencer Anderson Silva duas vezes, uma por nocaute, Weidman acredita que os fãs estão agora reconhecendo o quão bom ele é.

> E mais: Prévia: Chris Weidman x Vitor Belfort | "Vi o povo brasileiro cantando" | 'Estou vivendo o meu momento', diz Belfort após treino aberto
“Eu sabia quer eu era o favorito,” disse ele. “Eu não sabia que 5-1. Não estou muito surpreso. Eu acho que as pessoas estão começando a entender. Eu estou aqui para me divertir, mas estou aqui para segurar o cinturão e criar um legado para mim.

“Eu estou aqui para me tornar o melhor de todos os tempos. Estou aqui para me aposentar invicto. Eu tenho metas para mim. Eu tenho sonhos, e ninguém vai me parar.” 
Belfort (24-10) já realizou muitas coisas que Weidman quer. Ele já teve o cinturão peso meio-pesado do UFC, começou sua carreira no MMA em 1996 e finalmente tem sua tão esperada chance pelo cinturão peso-médio. 

> Contagem Regressiva UFC 187: Weidman x Belfort

O fato de ser um grande azarão não o incomoda.  

“Depende para quem você perguntar,” disse ele. “Essa é a coisa. Eu e meu time e minha família, estamos confiantes. Eu não jogo, eu não sou fã de apostas. Se você acredita, essa é a chave. Você deve acreditar.”

Weidman disse não acreditar que o longo período de inatividade de Belfort será um fator. A última luta de Belfort foi um nocaute no primeiro round sobre Dan Henderson há 18 meses atrás.

“Você poderia dizer que eu estou enferrujado,” disse Weidman. “Eu estou fora há 10 meses, eu acho, desde minha última luta. Eu já voltei de longos períodos parado e fui incrível. Eu não vejo muito nisso.”
> EMBEDDED: Parte 1 | Parte 2

Weidman está apontado para Belfort há um tempo, ao ponto de colocar uma foto de seu adversário brasileiro em sua geladeira em sua casa em Nova Iorque.

“É tudo sobre me relembrar,” disse ele. “Às vezes você acorda e está cansado de manhã. Você está fazendo o café da manhã e curtindo com as crianças. É difícil ir ao trabalho. Ter aquilo em minha geladeira para que eu e minha família ver mantém minhas metas na minha frente e me mantém trabalhando duro.” 
Ele disse que espera ver um Belfort energizado no octógono. 
“Eu espero o Vitor Belfort mais duro que já vimos, um cara que está faminto para pegar o cinturão,” disse ele. “Ele está focado em mim há muito tempo.
“Eu espero um cara difícil vindo atrás de mim, mas não há como eu sair sem o cinturão. Não há como eu não dominar a luta e colocar um selo na categoria.”