Pular para o conteúdo principal

Werdum provoca Velasquez: “Me sinto mais mexicano que ele”

Lutadores se enfrentam pela unificação do cinturão dos pesados no UFC 188, neste sábado (13)

Protagonista da luta principal do UFC 188, onde enfrenta o norte-americano Cain Velasquez pela unificação do cinturão dos pesados, o brasileiro Fabrício Werdum esteve na Cidade do México no último final de semana para acompanhar um torneio de jiu-jitsu. Acostumado com o carinho da torcida local, especialmente por ser comentarista do UFC Network, canal a cabo do Ultimate na América Latina, o campeão interino falou ao site “Indiscutido” sobre o sentimento de lutar contra um atleta de ascendência mexicana no país, e aproveitou para provocar seu adversário.

- Werdum é Brasil - Um lutador. Uma Nação

“Eu recebo muitas mensagens dos fãs mexicanos pelas redes sociais. Estou contente pelos mexicanos. Já vim ao México mais de 20 vezes e, na verdade, me sinto mais mexicano que Cain Velásquez. Ele é um americano que pensa ser mexicano”.

- UFC 188: gigantes lutam pelo cinturão e leves buscam se firmar no México

O brasileiro também lembrou da lesão sofrida por Velasquez poucas semanas antes do UFC 180, em novembro de 2014, que adiou a luta entre ambos e culminou com o brasileiro conquistando o cinturão interino contra Mark Hunt no mesmo local do duelo deste sábado. “Ele teve uma lesão, mas não era algo urgente. Foi mais estratégia do que necessidade de uma cirurgia. Agora poderemos ver quem é o verdadeiro campeão, porque Cain Velásquez não luta há dois anos. Em 13 de junho, só poderá haver um campeão, e esse um serei eu”.