Garbrandt detona Dillashaw e acusa Dominick Cruz: "Recusou a revanche"

Campeão dos galos não poupou críticas aos rivais durante Media Day realizado em Las Vegas



Se tem um lutador que vive um momento especial na carreira esse cara é Cody Garbrandt. Novo campeão do peso-galo do UFC e confirmado recentemente como um dos treinadores da 25ª edição do TUF (The Ultimate Fighter), Cody "No Love" não se cansa de alfinetar os seus adversários, e em especial dois deles: Dominick Cruz e TJ Dillashaw.

Em conversa com os jornalistas durante Media Day realizado em Las Vegas, nesta quarta-feira, Garbrandt foi bem claro ao afirmar que Dominick Cruz recusou o convite para uma revanche imediata e ainda colocou em cheque a sequência da carreira do ex-campeão.

Leia também: Anderson Silva desabafa após vitória contestada no UFC 208: "Sou o melhor do mundo, sim" | Lutador brinca com octagon girl e precisa explicar em casa

"O UFC ofereceu essa luta ao Dominick, mas ele recusou, disse que vai esperar. O Dominick não aceitou a revanche. Fiquei muito surpreso com isso, especialmente depois de tudo o que ele falou, com o que ele disse que iria fazer comigo. Ele não fez nada do que disse, mas ainda assim eu lhe daria a revanche, porque o respeito por ter sido o campeão peso-galo mais dominante do mundo. Se eu vou lá, falo um monte de coisas sobre alguém e o cara me vence do jeito que eu fiz, eu tentaria de novo, porque tenho um coração de lutador. Mas eu quebrei o Dominick naquela luta e  acho que ele nunca mais vai ser o mesmo depois disso", afirmou.

Já sobre TJ Dillashaw, também desafeto declarado e treinador rival na próxima edição do TUF, Garbrandt garantiu que, no dia em que os dois lutadores ficaram frente a frente dentro do octógono, não terá problemas para vencê-lo.

Assine o Canal Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC

"Sei com 100% de certeza que vou nocautear o TJ, mas não tenho que ir lá e fazer isso. Vou entrar lá para lutar, para me divertir. Cheguei à marca 10-0 antes de disputar o cinturão, acho que vou continuar meu caminho, meu time tem me ajudado a me tornar um artista marcial melhor. Estou empolgado para entrar lá, mas não acho que tenho que entrar lá e nocautear o TJ de uma forma mega-super-ultra impactante. Não é para isso que estou aqui. Estou aqui para ser o melhor. Se eu entrar lá e isso acontecer, ótimo. Estou aqui para ser o melhor que puder", finalizou.
 

Midia

Recente
Atletas fazem a luta principal do UFC Oklahoma, neste domingo, mas já estão se provocando há um bom tempo. Veja como tudo aconteceu.
22/06/2017
Relembre vitória por finalização de Michael Chiesa sobre Jim Miller, em 2015. Chiesa volta ao octógono no próximo domingo (25) para enfrentar Kevin Lee na luta principal do UFC Oklahoma.
16/06/2017
Relembre vitória por decisão unânime de Kevin Lee sobre James Moontasri no UFC San Diego, em 2015. Lee volta ao octógono no próximo domingo (25) para enfrentar Michael Chiesa na luta principal do UFC Oklahoma.
17/06/2017
Brasileira enfrentará Megan Anderson pelo cinturão linear da categoria feminina dos penas no UFC 214, dia 29 de junho, em Anaheim, nos Estados Unidos
19/06/2017