Pular para o conteúdo principal

Nas preliminares, Rafael Sapo se recupera no Fight Night Foxwoods

Rodrigo Damm acabou nocauteado por Al Iaquinta e perde a segunda seguida

Dois brasileiros estiveram em ação nas preliminares do UFC Fight Night no Combate – Jacaré x Mousasi, nesta sexta-feira, em Connecticut, EUA. Num confronto muito duro, Rafael Sapo levou a melhor contra Chris Camozzi, enquanto Rodrigo Damm não superou Al Iaquinta. O Brasil teria ainda um terceiro representante, Charles “do Bronx” Oliveira, que se sentiu mal, com uma virose, e não teve condições. Bronx também não havia conseguido bater o peso, na quinta-feira.

John Moraga e Justin Scoggins, pelo peso galo, fizeram a última luta do card preliminar. Scoggins dominou o primeiro assalto, com boas investidas na trocação, na base dos chutes e socos. Mas Moraga já mostrava o caminho para o triunfo, com algumas tentativas de estrangular com a guilhotina, embora parecesse ser sem muitas pretensões. Na segunda etapa, Scoggins tentou derrubar e acabou caindo na armadilha. Moraga ajustou a guilhotina e, desta vez, não deixou o oponente escapar, aos 47s.

Pelo peso pena, Rodrigo Damm e Al Iaquinta vinham de derrota, precisavam mostrar serviço, mas o americano teve mais empenho desde o início. Iaquinta se movimentou bem, se afastou do jogo agarrado do brasileiro e, sempre que entrava, conectava os golpes, como um poderoso chute no rosto, no segundo assalto.

Com domínio sobre Damm na trocação, sem sofrer riscos, na terceira parcial Iaquinta conseguiu um knockdown com um soco de direita. Provocativo, não foi para a luta de chão, mandou o oponente se levantar. O brasileiro caiu na pilha e foi com tudo para cima, até conectou alguns golpes, mas, nitidamente abatido, acabou não resistindo após outro chute alto e algumas cotoveladas. O nocaute foi aos 2min41s da terceira parcial.

Primeiro brasileiro em ação na noite, o peso médio Rafael “Sapo” Natal vinha de duas derrotas, enquanto seu oponente, Chris Camozzi, tinha ainda mais pressão nas costas, com três revezes acumulados. Vencer em Connecticut era fundamental para a vida de ambos no UFC.

O confronto foi sem muita ação, porém dramático. Sapo tentava um golpe certeiro, um soco cruzado que algumas vezes passou perto. Variava também o golpe com as tentativas de queda e desta forma conseguiu derrubar Camozzi em dois momentos, no primeiro e segundo round.
Entretanto, o americano era perigoso no clinch e, no terceiro assalto, quando o brasileiro aparentava estar bastante cansado, conectou os melhores golpes. Na decisão dos juízes, Rafael Sapo se recuperou na organização, por decisão dividia, enquanto Chris Camozzi fica em situação complicada, agora com quatro derrotas. Mas foi uma vitória bem apertada, poderia ter ido para o outro lado.

Em outras lutas, entre os pesos galos, Chris Beal venceu Tateki Matsuda por decisão unâmime. No peso pena, Chas Skelly venceu Sean Soriano, também por decisão unânime.

CARD PRELIMINAR
John Moraga finalizou Justin Scoggins com uma guilhotina aos 47s do R2
Al Iaquinta venceu Rodrigo Damm (Brasil) por TKO aos 2min41s do R3
Rafael Sapo (Brasil) venceu Chris Camozzi por decisão dividida
Chris Beal venceu Tateki Matsuda por decisão unâmime
Peso-pena: Chas Skelly venceu Sean Soriano por decisão unânime