Pular para o conteúdo principal
Especiais

Panorama da Divisão: Peso Meio-Pesado | Abril de 2024

Veja como está a situação dos lutadores mais bem ranqueados da categoria após o UFC 300

O peso meio-pesado tem um campeão e ele é brasileiro. Alex "Poatan" Pereira nocauteou Jamahal Hill na luta principal do UFC 300 fazendo sua primeira defesa de cinturão. Confira como fica a disputa pelo topo neste novo cenário e o que esperar da elite para o restante de 2024.

Garanta já o seu ingresso para o UFC 301

Alex "Poatan" Pereira recebe o cinturão peso meio-pesado de Dana White após a vitória no UFC 300. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Alex "Poatan" Pereira recebe o cinturão peso meio-pesado de Dana White após a vitória no UFC 300. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Última luta: vitória por nocaute técnico sobre Jamahal Hill (13/4/2024)

Próxima luta: a definir

O brasileiro Alex "Poatan" Pereira foi um dos protagonistas do histórico UFC 300 e não decepcionou. O campeão do peso meio-pesado fez sua primeira defesa de cinturão ao nocautear Jamahal Hill no 1° round da luta principal do evento, realizada no último sábado (13). Em sua entrevista no Octógono após o triunfo, o lutador expressou seu desejo em lutar no Brasil, mas no peso-pesado. Enquanto seu futuro não é definido, alguns lutadores da divisão até 93 kg querem ter uma chance contra o campeão, como o russo Magomed Ankalaev e o tcheco Jiri Prochazka em uma revanche.

 

1) Jiri Prochazka

Jiri Prochazka comemora a vitória no UFC 300. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Jiri Prochazka comemora a vitória no UFC 300. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Última luta: vitória por nocaute técnico sobre Aleksandar Rakic (13/4/2024)

Próxima luta: a definir

Após conhecer sua primeira derrota em quase oito anos contra Alex Poatan na luta principal do UFC 295, Jiri Prochazka se recuperou no Octógono no último sábado (30) ao nocautear Aleksandar Rakic na luta que encerrou o card preliminar do histórico UFC 300. Apesar das 35 lutas no cartel, Jiri ainda é um atleta jovem aos 31 anos de idade, e tem apenas cinco apresentações no Octógono no currículo, vencendo quatro delas. De volta ao primeiro lugar do ranking, Prochazka pode ter nova chance pelo cinturão, mas ainda não há essa definição.

 

2) Magomed Ankalaev

Última luta: vitória por nocaute sobre Johnny Walker (13/1/2024)

Próxima luta: a definir

Magomed Ankalaev parece mais próximo do que nunca de uma nova chance de lutar pelo cinturão da categoria. Após seu primeiro embate com Johnny Walker terminar sem resultado após o russo conectar uma joelhada ilegal e o brasileiro ser considerado inapto a continuar no confronto, o lutador não deixou dúvidas no segundo encontro entre ambos e saiu com a vitória por nocaute. Após um bom início em sua campanha em 2024, Ankalaev desafio o campeão Alex "Poatan" Pereira após o UFC 300 para um confronto no segundo semestre, em Abu Dhabi, mas não há nada confirmado.

 

3) Jamahal Hill

Jamahal Hill durante a luta contra Thiago Marreta no UFC Vegas 59. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)

Jamahal Hill durante a luta contra Thiago Marreta no UFC Vegas 59. (Foto por Chris Unger/Zuffa LLC)


Última luta: derrota por nocaute técnico para Alex "Poatan" Pereira (13/4/2024)

Próxima luta: a definir

Jamahal Hill conquistou o cinturão dos meio-pesados em janeiro de 2023 no Rio de Janeiro, vencendo o brasileiro Glover Teixeira, mas abriu mão do título poucos meses depois ao romper o tendão de Aquiles, lesão que o deixou fora de combate por bastante tempo. O norte-americano retornou no último sábado (13) ao Octógono para enfrentar o campeão Alex "Poatan" Pereira em busca de recuperar seu posto, mas acabou nocauteado no 1° round. Após o evento, o lutador reconheceu a derrota e desafiou Jiri Prochazka para ser seu próximo adversário, mas ainda não há confirmação do que irá ocorrer.

 

4) Jan Blachowicz

Jan Blachowicz comemora a vitória no UFC Vegas 54. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Jan Blachowicz comemora a vitória no UFC Vegas 54. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Última luta: derrota por decisão dividida para Alex "Poatan" Pereira (29/7/2023)

Próxima luta: a definir

Jan Blachowicz foi às redes sociais pedir por uma revanche com Alex Pereira após a conquista do cinturão pelo brasileiro no UFC 295, mas o UFC tinha outros planos para o ex-campeão e anunciou uma revanche com Aleksandar Rakic para o UFC 297, no primeiro evento numerado de 2024. Infelizmente, o polonês sofreu uma lesão e precisou sair do evento. Ainda não há uma expectativa de retorno para o ex-campeão, mas Blachowicz com toda certeza está ansioso para voltar após a movimentação no Top 5 da categoria após o UFC 300.

 

5) Aleksandar Rakic

Aleksandar Rakic comemora a vitória no UFC 259. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Aleksandar Rakic comemora a vitória no UFC 259. (Foto por Jeff Bottari/Zuffa LLC)


Última luta: derrota por nocaute técnico para Jiri Prochazka (13/4/2023)

Próxima luta: a definir

Rakic estava afastado do Octógono há mais de um ano e meio se reabilitando da lesão sofrida na derrota para Blachowicz. Em seu retorno, ele teve pela frente o tcheco Jiri Prochazka na luta que fechou o card preliminar do UFC 300, no último sábado (13), e acabou derrotado. Apesar do revés, o lutador manteve seu lugar no Top 5 da divisão e agora aguarda um novo desafio. As chances de lutar pelo cinturão, porém, ficaram mais distantes e ele precisará de uma sequência de vitórias para voltar a sonhar com o ouro.

 

Menções honrosas: Nikita Krylov, Khalil Rountree, Vitor Petrino

Pedindo passagem no Top 5 estão os embalados Nikita Krylov e Khalil Rountree, que possuem retrospectos parecidos no Octógono. O ucraniano tem três triunfos seguidos (Ryan Spann, Volkan Oezdemir e Alexander Gustafsson) e espera pela oportunidade de encarar algum dos atletas listados acima. O norte-americano vem de cinco vitórias (Modestas Bukauskas, Karl Roberson, Dustin Jacoby, Chris Daukaus e Anthony Smith) e espera uma oportunidade de se juntar definitivamente à elite dos meio-pesados. Correndo por fora está Vitor Petrino, que venceu todos os seus duelos no Octógono e tem combate marcado contra Anthony Smith.