Skip to main content

O favoritismo de Sonnen contra um Shogun melhor

Americano é bem cotado para o confronto, mas não tem as armas nem histórico de conquistas do oponente brasileiro

ufc.tv/migrated_images/8A469F8A-1422-0E8C-9AFAE879CF0D157A.jpg" align="left">Conhecido pelas provocações sem limite na promoção das lutas, Chael Sonnen guardou todo o seu arsenal para a semana do UFC Fight Night Combate – Shogun x Sonnen, que acontece neste sábado, em Boston, a partir das 17h. Mas seria apenas esta a sua principal arma contra Shogun Rua? E o brasileiro, estará apto a fazer o falastrão engolir a terceira derrota em sequência, além das diversas provocações? A resposta disso, que pode definir o seguimento dos lutadores na organização, saberemos definitivamente quando ambos estiverem dentro do Octógono montado no TD Garden. Mas tudo o que envolve o confronto e a semana quente antes do desafio prometem um combate explosivo em Massachusetts.

Durante a semana, Sonnen postou mensagens e disparou palavras endereçadas a Shogun, dizendo que vai “nocautear o capanga de Wanderlei Silva”. Na coletiva antes do show mudou um pouco o tom, disse que o brasileiro é uma lenda, mas aproveitou para disparar contra outros lutadores brasileiros: “Rogério 'Minotouro' Nogueira disse que se lesionou há três semanas da luta contra Shogun. Se você assina um contrato, seu idiota, deve cumpri-lo. A regra é: ‘O show deve continuar’. Sempre que Minotouro ou Vitor Belfort assinam um contrato, vou para a academia treinar, porque sei que uma oportunidade surgirá”.

Mas a verdade é que, apesar da falação habitual, Sonnen vem de duas derrotas contundentes, embora tenham sido para grandes nomes como Anderson Silva e Jon Jones. Foram duas disputas de título em que o americano não mostrou dentro do Octógono o que prometia no discurso afiado e venenoso.

Isso quer dizer que Sonnen não tem chances contra Shogun? Enfim, o brasileiro já conquistou os cinturões do UFC e PRIDE, algo que o oponente falastrão jamais obteve. Vale lembrar que quando Chael bateu o já em descendência Paulo Filho no WEC, em 2008, a luta não valia o título – Paulão não bateu o peso. Entretanto, Maurício vem oscilando bastante, com três reveses nas últimas cinco apresentações, e o “Gangster de Western Lynn” realmente pode complicá-lo.

Embora, na minha opinião, Shogun tenha mais armas, com trocação e jiu-jitsu bem melhores que o de Chael, vem esbarrando numa deficiência crucial: o fôlego. Há algum tempo o brasileiro peca no preparo físico, muitas vezes se mostrando até com uma certa barriguinha. Mesmo na incrível luta contra Dan Henderson, espanta ter cansado da mesma fora que o veterano, 11 anos mais velho. Ao decorrer dos rounds, esta pode ser a brecha perfeita contra um oponente que derruba bem e sabe abafar no ground and pound.    

Shogun é melhor, mais completo, mas o cenário desenhado coloca os adversários em condições equivalentes. Sonnen, inclusive, tem o favoritismo nos sites de apostas. Entretanto, se tivermos um Shogun focado, que realmente trabalhou com afinco nos meses anteriores, não se espante se houver um atropelo do brasileiro em Boston.

Se isso acontecer, além de voltar a aparecer na linha do title shot, o curitibano terá deixado feliz milhares de fãs pelo Brasil, pois terá calado um dos lutadores mais odiados pela torcida brasileira. Por aqui, as lutas de Sonnen são sempre um sucesso, pois, não há como negar, todos querem vê-lo... Vê-lo perdendo!  

Até sábado à noite!