Pular para o conteúdo principal

Agressivo, ousado, e ainda o mesmo Thiago Silva

"Meu lema é treine duro, ganhe fácil." - Thiago Silva

UFC light heavyweight Thiago SilvaNão faltaram oponentes de elite para Thiago Silva ao longo de sua carreira profissional de sete anos, com Rashad Evans, Lyoto Machida e Alexander Gustafsson como exemplo. Mas depois de treinar com a Academia Chute Boxe, American Top Team, e agora com a Blackzilians, ele é a prova viva de que, algumas vezes, os treinos podem ser mais duros do que as lutas.    Ele concorda plenamente.     "Tive sorte em sempre poder treinar com lutadores de alto nível, e posso dizer que isto ajudou minha confiança, porque sei que meu treino é sempre mais difícil do que a luta."    Não seria estressante demais, saber que você vai do céu ao inferno em qualquer dia de treino na academia?     "Meu lema é treine duro, ganhe fácil", disse Thiago, que espera voltar a vencer neste sábado contra o búlgaro Stanislav Nedkov. Os dois últimos anos têm sido difíceis para o brasileiro, que não vence desde que nocauteou Keith Jardine em agosto de 2009.    Acumulando derrotas por decisão para Evans e Gustafsson, com um no contest com Brandon Vera entre elas, Thiago decidiu que precisava de uma mudança, e mesmo o paulista continuando a viver no sul da Flórida, ele trocou de camp para a luta com Nedkov; da American Top Team para a Blackzilians.    "Treinar com a Blackzilians foi a melhor decisão que já tomei", disse o meio-pesado. "Eles têm uma ótima estrutura e um ótimo time de treinadores; isto faz toda a diferença."    É um passo enorme, especialmente antes de uma grande luta, mas a transição não podia ter sido mais tranquila para o atleta de 29 anos.    "Na verdade, não precisei mudar nada", ele disse. "Simplesmente comecei a treinar mais e com supervisão profissional."    Ele vai precisar dar todo o seu gás contra o invicto Nedkov, que finalmente fez sua tão aguardada estreia no UFC com um nocaute sobre compatriota de Thiago, Luiz "Banha" Cané.    "Ele é um lutador duro", disse Thiago sobre Nedkov. "Mas enfrentei caras tão duros quanto ele, então estarei pronto para esta luta."    Thiago deve estar preparado para a viagem à China também, considerando que ele lutou no Brasil, Inglaterra, Japão, EUA e Suécia ao longo dos anos. Não que seja sua primeira escolha viajar até o outro lado do mundo.    "Eu não gosto de viajar, mas este é o meu trabalho e vou para onde precisarem de mim", disse o 'Blackzilian', que entende que não dá para ganhar todas, mas que precisa vencer esta para manter vivas as esperanças por uma chance pelo título. "Ganhar e perder faz parte do trabalho", ele continua. "O único sentimento que tenho quando venço é de alívio, porque sei que ganharei mais dinheiro."    Thiago ri, um breve momento de descontração, antes do que pode ser visto como a maior luta de sua carreira. Mas então ele volta rapidamente ao trabalho, quando você o pergunta sobre retomar a sequência de vitórias.    "Estou pronto para lutar", ele diz. "Quero fazer uma boa apresentação e vencer. E como sempre, os fãs podem esperar um Thiago agressivo e ousado."