Pular para o conteúdo principal
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Olho Neles! As promessas do UFC 213

Evento acontece no sábado, 8 de julho, em Las Vegas

Em um card como o do UFC 213, é normal que existam atletas e lutas que fiquem de fora dos holofotes.
Afinal, o evento terá um dos melhores cards principais do ano, com duas disputas de título e ex-campeões encarando veteranos consolidados em cada uma das outras três lutas. Vai ser eletrizante do início ao fim na T-Mobile Arena.
Mais UFC 213: Contagem regressiva | Card completo
Porém, antes dos campeões, desafiantes e dos nomes mais conhecidos pisarem no octógono, alguns talentos em ascensão vão procurar deixar sua marca.
Aqui vão três nomes para prestar atenção no dia 8 de julho.
Olho Neles!

Curtis Blaydes
Devido a toda atenção que Francis Ngannou recebeu desde que chegou ao UFC, é surpreendente que o card que mais lhe deu trabalho até hoje não tenha sido reconhecido.
Blaydes é um ex-campeão nacional de wrestling e já mostrou a habilidade de replicar este sucesso dentro do octógono. Mas o atleta de 26 anos não se contenta em derrubar seus adversários e esperar a luta acabar - ele gosta de castigar no ground and pound, e, como ainda continua melhorando, Blaydes pode ser muito perigoso.
O barbudo terá um desafio mais difícil neste final de semana, quando vai encarar Daniel Omielanczuk. O veterano polonês tem oito aparições no UFC e mais de três vezes mais lutas profissionais que Blayde, o que dá ao norte-americano a chance de se testar contra um adversário experiente pela primeira vez.
Caso consiga uma vitória no sábado, Blaydes deve iniciar o segundo semestre de 2017 no Top 15 dos pesos-pesados.

Belal Muhammad
Após chegar ao UFC como substituto de última hora com um cartel invicto e uma sólida reputação no circuito regional, Muhammad validou seu currículo, mesmo que os resultados não tenham sido tão favoráveis quanto ele gostaria.
Ele venceu duas e perdeu duas lutas em suas quatro primeiras aparições, mas mostrou muito coração e tenacidade ao longo do caminho, ganhando prêmio de “Luta da Noite” na derrota para Alan Jouban em sua estreia, antes de impressionar nas vitórias sobre Augusto Montaño e Randy Brown. Agora, tendo completado um ano no plantel do UFC, Muhammad tem a chance de começar sua segunda temporada em uma potencial “Luta da Noite” contra o canadense Jordan Mein.
A divisão meio-médio é muito profunda e cheia de desafios duros, mas o norte-americano de 28 anos já provou que é mais um desses desafios e tem habilidade para se tornar um nome fixo no ranking da categoria. Esta luta deve ser aberta e empolgante e se destacar das demais no evento.

Gerald Meerschaert
“GM3” precisou de pouco tempo para impressionar os fãs do UFC e a divisão dos médios. Em suas duas primeiras aparições no octógono, o atleta da Roufusport conquistou duas vitórias por finalização no 1º round, passando um total de menos de seis minutos no octógono somados nos duelos contra Joe Gigliotti e Ryan Janes.
No UFC 213, Meerschaert tem a chance de ser promovido de um estreante empolgante a um Top 15 da categoria no duelo contra o trocador brasileiro Thiago Marreta.
O brasileiro tem muito poder nos golpes e havia entrado no ranking antes de sofrer duas derrotas consecutivas no ano passado. Meerschaert já havia passado por Janes quando Thiago voltou a vencer, superando Jack Marshman, e agora seus caminhos vão colidir em Las Vegas.
Se o norte-americano conseguir a oitava vitória consecutiva, e a terceira no UFC, pode acreditar que ele terá um belo argumento sobre seu lugar na divisão e os planos para o futuro ao pegar o microfone após a luta.
Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC