Pular para o conteúdo principal

Rogério Camões explica a 'temida' banheira de gelo

Lutadores usam o artifício para tratar micro lesões após os treinos

A vida de um atleta de alto nível de um esporte de combate é recheada de treino duro, muita dedicação e, infelizmente, várias lesões. Os lutadores até tentam evitar esse tipo de problema, mas é quase impossível terminar o dia sem sentir nenhuma dor. Para melhorar o rendimento dos atletas do The Ultimate Fighter Brasil 4, Rogério Camões, do time Azul, está sempre cobrando que eles entrem na banheira de gelo depois de cada treino.
 
TUF Brasil 4 tem 1º confronto e Spider deixa a casa

"A banheira de gelo acelera o processo de recuperação dos atleta. É importante para que eles se recuperem de micro lesões adquiridas no treinamento", explica Camões. Quando os lutadores ainda estão tirando as luvas e bandagens, o preparador físico já está com sua equipe separando sacos de gelo e deixando a banheira pronta para os alunos.

Os mais teimosos até tentam fugir do que consideram sacrifício: "É muito gelado, nem estou sentindo nenhuma dor", dizem alguns deles. Mas não tem jeito! Anderson Silva e, agora, Rodrigo Minotauro exigem que os garotos obedeçam as ordens de Rogério Camões e entrem na banheira. "Vida de lutador não é só moleza, temos que encarar coisas ruins e boas", brinca Leandro Higo.

Rogério Camões explica que a banheira de água gelada funciona por causa do choque térmico que o corpo quente do treino sente. "O corpo está quente por causa dos treinos e passa pela mudança brusca quando entra em contato com a água e o gelo. É bom fazer logo depois do exercício, para ter mais chance de evitar futuras pequenas lesões".
 
Leia também:
É melhor ensinar novas técnicas ou descansar e aprimorar as antigas?
A preparação do Time Shogun antes de começar o programa